Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

FGTS: principais perguntas e respostas para entender os saques do fundo na Caixa


O Diário Prime News é um blog independente, que não tem vínculo ou associação com nenhum banco, instituição financeira ou órgãos de proteção ao crédito, tais como SPC, Serasa, Boa Vista etc. Em caso de dúvidas fineza fazer contato pelo e-mail [email protected]. Se preferir pode fazer uma pergunta à nossa redação clicando aqui!

As novas regras de saque do FGTS têm despertado muito interesse nos trabalhadores, contudo, muitas dúvidas também são levantadas.O Diário Prime News selecionou as principais questões, com suas devidas explicações, para ajudar as pessoas a compreenderem melhor as mudanças na forma de sacar o dinheiro do FGTS.As novas regras devem injetar 42 bilhões na economia do país, até 2020. Confira o artigo.

FGTS: principais perguntas e respostas para entender os saques do fundo de garantia
FGTS: principais perguntas e respostas para entender os saques do fundo de garantia

Quem vai poder sacar o FGTS?

Todos que têm contas no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), sejam inativas ou ativas.

Contas inativas são aquelas que ficam paradas, sem possibilidade de movimentação, quando o trabalhador pede demissão.

Já as ativas reúnem os depósitos feitos pelo empregador atual.

Como vai funcionar o saque?

Serão dois tipos de saque:

Saque imediato

Na modalidade de saque imediato que ocorrerá neste ano, o governo permitirá que todos retirem até R$ 500 por conta ativa e inativa de FGTS, de uma vez só.

Saque-aniversário

Já nessa modalidade, a partir de 2020, o trabalhador poderá sacar valores do Fundo de Garantia na data de aniversário, ou até dois meses depois, e os saques serão anuais.

Entretanto, o limite não será mais de R$ 500.

O valor autorizado será um percentual do saldo por CPF (soma de todas as contas vinculadas de cada pessoa). Confira na tabela abaixo.

Como o dinheiro será disponibilizado?

Para o trabalhador com conta corrente ou poupança na Caixa, o dinheiro será depositado automaticamente.

Contudo, se o trabalhador optar por não retirar o dinheiro, será necessário informar ao banco para que os recursos retornem à conta do FGTS.

Já para os beneficiários que não têm conta na Caixa, estes deverão seguir o calendário.

Cartão Cidadão

Quem possuir o Cartão Cidadão poderá sacar qualquer valor em qualquer canal de atendimento da Caixa, incluindo lotéricas, correspondentes Caixa Aqui, caixas eletrônicos e agências da Caixa.

Em contrapartida, para quem não tem Cartão do Cidadão e senha, a situação é a seguinte:

  • Poderá sacar até R$ 100 nas lotéricas, apresentando número do CPF e documento com foto (será feita a coleta da impressão digital)
  • Para receber acima de R$ 100, precisará ir a uma agência da Caixa

Saiba como tirar o Cartão Cidadão

Eu posso sacar de todas as contas do FGTS vinculadas ao meu CPF?

Sim. O limite de R$ 500 é por conta vinculada, e não por pessoa.

Ou seja, se o trabalhador tiver três contas de FGTS, poderá sacar até R$ 1.500 (R$ 500 de cada).

O saque-aniversário, que vai começar em 2020, é obrigatório?

Não, o saque-aniversário não é obrigatório.

Entretanto, os trabalhadores interessados nessa modalidade de saque do seu FGTS terão que comunicar a Caixa, a partir de outubro de 2019.

Se eu optar pelo saque-aniversário, posso voltar atrás?

Sim, entretanto, caso o trabalhador desista, ele terá que permanecer nessa modalidade por dois anos.

Quando serão as retiradas no caso do saque-aniversário?

A liberação dos recursos ocorrerá anualmente, no primeiro dia do mês de aniversário do cotista até o último dia útil nos dois meses subsequentes.

Confira o cronograma:

Fonte: Caixa Econômica Federal

Se eu não retirar os recursos do saque-aniversário dentro do prazo, o que acontece?

Conforme a regra, os recursos voltam automaticamente para a conta do trabalhador no FGTS.

Quem optar pelo saque-aniversário e for demitido sem justa causa, pode sacar todo o FGTS?

Não. Quem escolher o novo modelo não poderá movimentar todo o Fundo, pois quem for demitido sem justa causa só poderá sacar o valor dos 40% de multa do FGTS.

A saber, isso vale tanto para quem optar pelo saque imediato de até R$ 500, quanto pela modalidade de saque aniversário.

Portanto, o restante do dinheiro continuará em sua conta do FGTS, só podendo ser sacado em alguma das outras condições, como aposentadoria e compra da casa própria.

Leia ainda:Não sacar o FGTS é realmente a melhor opção? Entenda


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!