Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

FGTS: O patrão depositou o dinheiro para o saque na Caixa? Entenda

Para que o trabalhador possa se beneficiar do saque do FGTS, a empresa terá que estar em dia com suas obrigações de depósitos no fundo de garantia.


O Diário Prime News é um blog independente, que não tem vínculo ou associação com nenhum banco, instituição financeira ou órgãos de proteção ao crédito, tais como SPC, Serasa, Boa Vista etc. Em caso de dúvidas fineza fazer contato pelo e-mail [email protected]. Se preferir pode fazer uma pergunta à nossa redação clicando aqui!

Com a liberação, por parte do governo, para saques das contas do FGTS, tanto ativas quanto inativas, um fator importante diz respeito a situação regular dos depósitos, de obrigação das empresas.O pagamento do FGTS é de responsabilidade do Empregador, caso a empresa não tenha efetuado, o trabalhador não poderá se beneficiar do saque. Por isso, comprovar que o pagamento foi efetivado, é de suma importância e evita uma série de complicações.

Desta forma, a Caixa Econômica disponibiliza a Certidão de Regularidade para o Fundo, o CRF.

FGTS: dinheiro para saque tem que ter sido depositado pelo patrão; entenda
FGTS: dinheiro para saque tem que ter sido depositado pelo patrão; entenda

O que é a Certidão de Regularidade do FGTS?

A certidão do FGTS é um documento que comprova a regularidade da empresa em relação aos depósitos no fundo de garantia de seus empregados.

A certidão é emitida pela própria Caixa Econômica Federal, que é o órgão responsável por administrar o sistema do fundo de garantia.

Desta forma, a Certidão do FGTS é um documento que atesta que a empresa sempre efetuou esse tipo de pagamento e que por isso, não existem pendências a serem quitadas.

Ou seja, a organização está em situação regular em relação às suas obrigações trabalhistas.

Veja como obter a Certidão do FGTS

Estar em dia com as obrigações do FGTS é um requisito muito importante para a grande parte dos empreendedores.

A ausência da comprovação de regularidade pode ser um impedimento no momento de fechar um negócio ou até mesmo obter um empréstimo.

Neste sentido, a Certidão do FGTS é uma excelente maneira de comprovar a regularidade no pagamento.

Para emitir a Certidão, existem duas maneiras:

  • uma para as empresas, chamada de CRF INSS;
  • outra para os trabalhadores, chamada de Certidão Negativa de Débito (CND INSS).

Veja os esclarecimentos com relação a cada uma delas:

CRF INSS

Para a empresa consultar a sua situação perante o FGTS, basta acessar o site da Caixa Econômica Federal e localizar o serviço “Consulta Regularidade do Empregador“.

Depois, basta preencher os dados solicitados, como o número de inscrição (CNPJ ou CEI) e o código de segurança gerado pelo próprio portal.

Em seguida, é só clicar em “consultar”.

Caso tenha alguma dificuldade na emissão da certidão, será necessário comparecer em uma agência da Caixa.

Contudo, a CRF, emitida via internet, possui um prazo de validade de 30 dias, contados a partir de sua emissão.

Além disso, a autenticidade do documento deve estar legível na impressão a fim de atestar a garantia das informações.

CND INSS

Os trabalhadores também conseguem emitir a CND INSS online.

Basta acessar o site da Caixa Econômica Federal, informar seu número do NIS, senha e em seguida, após acessar o painel, emitir a Certidão de FGTS

Leia ainda:FGTS: para consultar o seu saldo é preciso do NIT(NIS), veja como conseguir

Saque imediato do FGTS

Todos os trabalhadores, que possuam contas ativas ou inativas do FGTS, podem sacar até R$500 de cada uma delas.

O saque, contudo, é limitado ao saldo depositado em cada conta.

O trabalhador poderá conferir os valores disponíveis para o saque assim como os canais de recebimento e as opções de crédito em conta, consultando no site do banco .

O cronograma de pagamento está dividido em dois calendários:

Para quem possui conta poupança na Caixa,sendo realizado o crédito automático.

Fonte: Site da Caixa

Para recebimento em outros canais de atendimento.

Fonte: site da Caixa

Leia ainda:Fiscalização mostra que muitas empresas não estão recolhendo o FGTS dos trabalhadores, saiba mais


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!