Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.
..

Bolsa Família deverá ser pago pela Caixa a partir de sexta-feira (14); confira

Pagamento da Caixa para o Bolsa Família de junho começa na sexta (14)


O Diário Prime News é um blog independente, que não tem vínculo ou associação com nenhum banco, instituição financeira ou órgãos de proteção ao crédito, tais como SPC, Serasa, Boa Vista etc. Em caso de dúvidas fineza fazer contato pelo e-mail [email protected]. Se preferir pode fazer uma pergunta à nossa redação clicando aqui!

As incertezas advindas do impasse quanto a aprovação pelo Congresso Nacional do Projeto de Crédito Suplementar de quase 250 bilhões (PNL 4/19), apresentado pelo governo, pode sim, conforme dito pelo próprio presidente Jair Bolsonaro, impossibilitar o pagamento de vários benefícios assistenciais como o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e até aposentadorias do INSS. No entanto o Bolsa Família de junho de 2019, estaria garantido para ser pago pela Caixa, a partir do dia 14, próxima sexta-feira.

Governo deve pagar pela Caixa, R$ 2,6 bilhões do Bolsa Família a partir de sexta-feira(14)
Governo deve pagar pela Caixa, R$ 2,6 bilhões do Bolsa Família a partir de sexta-feira(14)

Bolsa Família garantido por enquanto

Pelo menos para este mês de junho, o pagamento das 14,3 milhões de famílias, que por serem consideradas de baixa renda, fazem jus ao Bolsa Família, estaria garantido.

Portanto a data marcada para o início do recebimento, seria o dia 14 de junho, sexta-feira próxima.

Cada família deverá receber em média o valor de R$ 186,73. Mas para algumas o valor poderá chegar a R$ 372,00, conforme critérios previamente estabelecidos.

Leia ainda: PIS/Pasep: governo pensa em acabar com esse direito do trabalhador, você concorda?

Os recursos serão repassados pelo Ministério da Cidadania e devem bater, portanto, na casa dos R$ 2,6 bilhões.

Atenção para a consulta ao calendário já definido

Os pagamentos são realizados a partir do número do documento denominado NIS – Número de Identificação Social. Ele vem impresso no cartão do Bolsa Família.

Portanto através desse número, especialmente o último numeral da série, o usuário do programa poderá saber a data que o seu valor estará disponível para saque.

Leia também: FGTS pode ser usado em leilão de imóveis da Caixa, com até 75% de desconto

A seguir a tabela para conferência.

Calendário do pagamento do Bolsa Família  (junho/2019)

  • NIS  final 1 – Pagamento será feito em 14/06
  • NIS  final 2 – Pagamento será feito em 17/06
  • NIS  final 3 – Pagamento será feito em 18/06
  • NIS  final 4 – Pagamento será feito em 19/06
  • NIS  final 5 – Pagamento será feito em 21/06
  • NIS  final 6 – Pagamento será feito em 24/06
  • NIS  final 7 – Pagamento será feito em 25/06
  • NIS  final 8 – Pagamento será feito em 26/06
  • NIS  final 9 – Pagamento será feito em 27/06
  • NIS final  0 – Pagamento será feito em 28/06

Ausência e desligamento do programa

É sempre importante lembrar, que a ausência do saque do Bolsa Família no prazo máximo de 90 dias, determina o desligamento da família do programa.

O governo entenderá, desse modo, que o benefício não é mais necessário ser repassado.

Situação do programa segue indefinida para o futuro

Ainda que para este mês os pagamentos já estejam garantidos, conforme o governo, a situação ainda segue indefinida para o futuro.

Como dito acima, a discussão sobre questões orçamentárias ligadas a aprovação ou não do  PNL 4/19, Projeto de Crédito Suplementar, ainda não teve um desfecho satisfatório.

O presidente Jair Bolsonaro, por sua vez, afirmou pelas redes sociais os problemas relacionados aos recursos para repasse.

 Sem aprovação do PLN 4 pelo Congresso teremos que suspender o pagamento de benefícios a idosos e pessoas com deficiência já no próximo dia 25. Nos meses seguintes faltarão recursos para aposentadorias, Bolsa Família, PRONAF, Plano Safra (…), asseverou o presidente.

O que é o PNL 4?

A PNL 4 é um projeto de crédito suplementar para permitir ao governo emitir dívida, para, assim, pagar despesas correntes.

Caso o Congresso não aprove a iniciativa, o temor é que de fato vários pagamentos de benefícios fiquem afetados depois do dia 25 de junho.

Leia ainda: Fiscalização mostra que muitas empresas não estão recolhendo o FGTS dos trabalhadores

As discussões no parlamento continuam, portanto, nesta semana.


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!