Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Bolsa Família: jovens serão beneficiados com programa de qualificação do SESI; saiba mais

Ministério da Cidadania e o SESI pretendem atender, com cursos de qualificação, 800 mil jovens até 2022.


Não perca nenhum conteúdo de nosso Blog. Clique no botão abaixo e fique atualizado!

O Diário Prime News é um blog independente, que não tem vínculo ou associação com nenhum banco, instituição financeira ou órgãos de proteção ao crédito, tais como SPC, Serasa, Boa Vista etc. Em caso de dúvidas fineza fazer contato pelo e-mail [email protected]. Se preferir pode fazer uma pergunta à nossa redação clicando aqui!

Beneficiários do Bolsa Família serão contemplados com a oferta de cursos de qualificação profissional ofertados pelo SESI. O acordo, celebrado com o Ministério da Cidadania, tem como objetivo atender jovens que não estudam e nem trabalham, muitos dos quais, atendidos pelo programa Bolsa Família.

Assinatura de convênio entre o SESI e o Ministério da Cidadania. Osmar Terra, ministro da Cidadania e Robson Braga de Andrade, Foto: José Paulo Lacerda.

Promover a empregabilidade e geração de renda priorizando os beneficiários do Bolsa Família

O programa, promovido pelo SESI (Serviço Social da Indústria), pretende facilitar a inserção dos jovens no mercado de trabalho, principalmente àqueles que são atendidos pelo Bolsa Família.

O acordo visa contemplar pessoas inscritas no Cadastro Único de Programas Sociais do governo federal.

A previsão é de atender até 800 mil jovens, de 18 a 29 anos, nos próximos quatro anos.

A parceria foi assinada pelo ministro da pasta, Osmar Terra, e pelo diretor do Departamento Nacional do SESI, Robson Braga de Andrade nesta última terça-feira, 30 de julho.

Os jovens serão atendidos com:

  • Reforço de português e matemática em módulos de 100 horas;
  • Desenvolvimento de habilidades socioemocionais integradas a cursos de qualificação profissional de 200 horas, em média.

“Vamos capacitar os jovens chamados de “nem-nem” (nem estudam, nem trabalham) usando a grande capilaridade do Sistema S. Com isso, estamos dando mais um passo para oferecer uma alternativa de um futuro melhor para nossa juventude, associando nossos beneficiários à educação de excelência ofertada pelo SESI”, diz o ministro da Cidadania, Osmar Terra. “Os jovens mais pobres não ficarão mais pobres”, acrescenta Osmar Terra.

Cursos vão atender a necessidade de emprego de cada região

Os cursos serão oferecidos de acordo com as particularidades econômicas de cada região, de forma a atender com maior eficiência as demandas do setor produtivo local.

No caso específico da indústria, os cursos serão oferecidos considerando:

  1. A capacidade instalada de cada estado;
  2. Os dados do observatório do setor, que projeta o que os 28 setores industriais demandarão daqui a cinco anos em termos de qualificação técnica e competências.

Assim, por meio do  Mapa do Trabalho Industrial, a indústria conhece as ocupações mais exigidas por nível de qualificação e por unidade da Federação.

Leia ainda:Empresa alemã promete empréstimo sem garantia e com taxas de juros justas

As estimativas de qualificação dos jovens beneficiários do Bolsa Família nos estados e no Distrito Federal

Os jovens que hoje são inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do governo federal, como o Bolsa Família, serão atendidos de acordo com o peso da indústria em cada unidade da federação.

Assim, devem ser atendidos:

  • 44.318 jovens na região Norte;
  • 99.342, no Nordeste;
  • 147.551, no Sul;
  • 461.072, no Sudeste;
  • e 47.717, no Centro-Oeste.

Contudo, o atendimento e os investimentos previstos devem ocorrer da seguinte forma:

  • 100 mil, em 2019;
  • 180 mil, em 2020;
  • 240 mil, em 2021;
  • 280 mil, em 2022.

Total: 800 mil jovens

O que o SESI faz?

Criado em 1946, o SESI desenvolve uma educação voltada para o trabalho e, sobretudo, o aumento da produtividade industrial.

Além disso, o SESI promove e defende a saúde e segurança do trabalhador.

O SESI tem um trabalho de reconhecida qualidade na oferta de educação básica e na educação de jovens e adultos.

A princípio, tem como principal público os jovens das classes C, D e E, um perfil, portanto, atendido pelo Bolsa Família.

As escolas do SESI tem por objetivo preparar os jovens para o ambiente profissional e reforçar, então, sua formação utilizando modernas tecnologias educacionais.

Leia ainda:Cartão de crédito: Banco Original tem promoção que dá prêmios de até 50 mil reais


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!