Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Saque do FGTS pode ser de até 3 mil reais; confira detalhes

Plano do governo pode liberar o saque somente das contas inativas do trabalhador


Não perca nenhum conteúdo de nosso Blog. Clique no botão abaixo e fique atualizado!

O Diário Prime News é um blog independente, que não tem vínculo ou associação com nenhum banco, instituição financeira ou órgãos de proteção ao crédito, tais como SPC, Serasa, Boa Vista etc. Em caso de dúvidas fineza fazer contato pelo e-mail [email protected]. Se preferir pode fazer uma pergunta à nossa redação clicando aqui!

A liberação do saque do FGTS pode ficar limitado ao valor de R$ 3 mil. A equipe de economia do governo avalia a fixação de um teto e também de permitir a liberação dos recursos do Fundo de Garantia, somente, das contas inativas. A preocupação do governo é não beneficiar quem não precisa do recurso do FGTS.

Saque do FGTS pode ser de até 3 mil reais; confira
Saque do FGTS pode ser de até 3 mil reais; confira

Anúncio sobre a liberação dos recursos deve ocorrer na próxima semana

Nesta última quinta-feira (18) o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que a liberação dos saques das contas do FGTS e também do PIS/Pasep serão anunciados na próxima semana.

Mais precisamente, o anúncio dos detalhes da liberação dos recursos de contas ativas do FGTS e do PIS/Pasep ocorrerá na quarta-feira (24), às 16h, segundo Lorenzoni.

De acordo com o ministro, faltam ajustar detalhes técnicos para detalhar como funcionará a liberação dos saques.

“Tomamos a decisão que na semana próxima vai ser feita a apresentação da medida provisória que trata da questão do fundo de garantia [FGTS] e também do PIS/Pasep. Os dois serão apresentados conjuntamente, provavelmente entre quarta e quinta, vai depender da agenda do presidente [Jair Bolsonaro]”, disse o ministro.

Leia ainda:Cartão de Crédito Crefisa: uma opção de empréstimo para negativados; conheça mais

Governo quer limitar saque pois se preocupa com a sustentabilidade do FGTS

O FGTS hoje é a principal fonte de recursos para financiar a habitação, principalmente para a classe de baixa renda.

A equipe econômica do governo quer, portanto, evitar que a liberação de recursos do FGTS possa prejudicar a sustentabilidade do fundo.

Rendimento do fundo

Hoje, os recursos do FGTS, que ficam presos na Caixa Econômica, rendem apenas 3% ao ano.

Além disso, de acordo com dados do conselho que administra o FGTS, cerca de 81,9% das contas têm saldo de até seis salários mínimos.

De acordo com fontes que estão a par do assunto, sobre a liberação do FGTS, o governo teme que pessoas que tenham valores elevados nas contas, possam transferir os recursos para aplicações financeiras mais rentáveis.

Portanto, a equipe econômica está avaliando autorizar o saque somente das contas inativas.

Contas inativas são as que não estão recebendo depósitos (do trabalhador que esteja desempregado).

Efeito positivo sobre a economia

A intenção do presidente e sua equipe de governo, com essa medida, é de aquecer a economia.

A meta inicial é de injetar pelo menos R$ 30 bilhões de reais no mercado.

Esse dinheiro estimularia, assim, o consumo das famílias.

Contudo, caso os saques sejam liberados somente das contas inativas, esse valor deve ficar em torno dos R$ 20 bilhões de reais.

Ainda de acordo com economistas, os recursos do FGTS podem, de fato, ter um efeito positivo sobre a economia.

O economista-chefe do Banco ABC, Luis Otávio Leal, lembra que a liberação das contas inativas, no governo Temer, ajudou a impulsionar o consumo e a elevar o PIB daquele ano (2017), crescendo 1%.

Leia ainda:Como ganhar dinheiro: conheça 5 fintechs para investimentos lucrativos


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!