Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Empréstimo pessoal é maior responsável pela geração de dívidas, aponta SPC!

Se em alguns momentos o empréstimo pessoal pode ajudar em outras pode virar uma dor de cabeça, mas com algumas orientações é possível ficar longes das dívidas!


Não perca nenhum conteúdo de nosso Blog. Clique no botão abaixo e fique atualizado!

O Diário Prime News é um blog independente, que não tem vínculo ou associação com nenhum banco, instituição financeira ou órgãos de proteção ao crédito, tais como SPC, Serasa, Boa Vista etc. Em caso de dúvidas fineza fazer contato pelo e-mail [email protected]. Se preferir pode fazer uma pergunta à nossa redação clicando aqui!

Belo Horizonte, 07 de novembro de 2019. Grande parte dos brasileiros optam pelo empréstimo pessoal realizado em bancos e financeiras, porém, não são todos que conseguem honrar seus compromissos.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CNDL), o empréstimo pessoal é a dívida que mais leva os brasileiros a ficarem com o nome sujo, hoje, cerca de 68,8% estão negativados.

A falta de organização financeira também contribuí para que o consumidor fique inadimplente. Geralmente, eles priorizam o pagamento de serviços primordiais, como aponta o levantamento feito pelo SPC Brasil em parceria com a CNDL, no qual, 84,2% estão com o aluguel em dia; 82% pagam o plano de saúde; 77,8% o condomínio; 73% quitam a TV por assinatura e a internet e 71,6% pagam contas de luz e água.

Muitas pessoas não gostam de fazer empréstimos, porém, pode ser uma solução para aqueles que precisam resolver um problema imediato. Entretanto, se os consumidores não fizerem um planejamento financeiro, podem acabar endividados.

Leia ainda: Itaú: saiba mais sobre a conta digital sem consulta ao SPC e Serasa oferecida pelo banco

Empréstimo pessoal é maior responsável pela geração de dívidas, aponta SPC!
Empréstimo pessoal é maior responsável pela geração de dívidas, aponta SPC!

Observe os cuidados que se deve ter antes de fazer um empréstimo pessoal

Para não acabar com o “nome sujo na praça”, é necessário fazer um planejamento antes de pedir um empréstimo pessoal, definindo os objetivos de forma clara e simples. Lembrando sempre de fazer duas perguntas fundamentais: Quanto posso pagar por mês? Quais as taxas de empréstimo?

Na maioria das vezes, 24% do dinheiro recebido do empréstimo pessoal é destinado ao pagamento de dívidas, fatura do cartão de crédito e prestações em atraso. Além disso, 19% usam para reformar a casa ou apartamento, 15% visando abrir um negócio e outros 15% para viajar.

“Boa parte das pessoas não costuma organizar seus gastos, fazendo compras além de suas possibilidades financeiras, que muitas vezes transformam-se em dívidas difíceis de serem pagas”, diz a economista-chefe do SPC Marcela Kawauti, em nota enviada ao G1, portal de notícias da Globo.

Outro fator importante a ser considerado é sempre fazer uma pesquisa de mercado. Muitas pessoas optam por pegar um empréstimo na primeira oportunidade, porém, é necessário pesquisar e verificar se a taxa de juros é razoável.

Na maioria das vezes, os empréstimos sem garantia possuem juros maiores, diferentemente dos empréstimos com garantia, onde as taxas, certamente, serão menores.

É bastante comum encontrar na internet propostas rápidas e tentadoras de empréstimo, porém, é importante analisá-las bem para não cair em ciladas.

Além disso, um outro ponto importante é analisar se realmente é necessário realizar um empréstimo para quitar as contas, pois em grande parte dos casos é possível renegociar as dívidas.

O empréstimo consignado é uma boa opção para os negativados

Para aqueles que não conseguiram quitar as dívidas e estão negativados, é muito difícil conquistar um financiamento ou empréstimo no banco.

Entretanto, há financeiras que oferecem crédito pessoal para o consumidor que está com o nome inscrito nos órgãos como SPC e Serasa.

Uma dessas opções é o empréstimo consignado, onde parte do salário ou benefício é descontado diretamente para pagamento da parcela do empréstimo.

A grande vantagem desse tipo de empréstimo são as taxas de juros que costumam ser mais baratas. Contudo, essa operação só é feita com pessoas, ainda que negativadas, que sejam aposentadas, pensionistas do INSS, servidores públicos ou funcionários de alguma empresa conveniada a algum banco ou financeira.

Leia ainda: SPC e Serasa: órgão tem alerta para ajudar quem perdeu documentos


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!