- Publicidade -

Rato se locomove com ecolocalização: saiba mais dessa descoberta

Conheça uma espécie de rato que se locomove utilizando a ecolocalização

Você sabia que existe animais que se locomovem através da ecolocalização? Um estudo publicado pela Revista Science desvenda os mistérios do rato de pele macia. Aliás, são quase cegos e se guiam por sons quando andam na natureza. Hoje 08/07, no Diário Prime, você vai saber mais desses roedores diferentes e aprender como esses animais utilizam a orelha em forma de sonar para sobreviver.

Veja também:  Cachorro bravo: quais os motivos por trás da agressividade? Dicas de Carla Ruas

rato
Esse é o arganaz-pigmeu chinês no Zoo de Moscovo | Berita Ekolokasi Terbaru Hari Ini – National Geographic

Ratos utilizam a ecolocalização

Mas afinal, o que significa  “ecolocalização”?

Bem, antes de prosseguir, vale dizer que cientistas descrevem a ecolocalização como modo sensorial de locomoção e comportamento de espécies na natureza.

Em outras palavras, “é uma forma de comportamento de orientação em que alguns animais podem avaliar ambientes em que a visão é ineficaz. São capazes de emitir vocalizações ultrassônicas regulares (USVs) com uma frequência máxima de ~98 kHz”, conclui Peng She, cientista da Academia Chinesa de Ciências.

O Arganaz-pigmeu chinês é um, por exemplo, que pós emitirem sons em alta frequência nos objetos ao seu redor se guiam pelos ecos que vão se repetindo pelo caminho.

Ratos utilizam a ecolocalização? (Fonte: Freepik)

A pesquisa mostra que a espécie arganaz-pigmeu se locomove utilizando esse sistema. Isso significa que, esses roedores enxergam pouco com os seus próprios olhos. A espécie possui hábitos noturnos e um sério problema de visão.

Como funciona

Assim com a ecolocalização, eles conseguem saber onde estão, o que os rodeiam e conseguem até detectar a presença de predadores.

Pois, de fato o animal que utiliza ecolocalização emite sons sonoros ultrassônicos. Em seguida, fica ouvindo atentamente o som que está sendo refletido após passar pelos “obstáculos” do ambiente.

Portanto, conseguem identificar como está todo o ambiente ao seu redor, e sobrevivendo aos perigos da vida animal.

Outros animais utilizam o sistema de ecolocalização

Contudo, será que é só os roedores da espécie arganaz-pigmeu quem utilizam esse sistema para “enxergar” o ambiente?

Não, muitos outros animais utilizam esse sistema, continue a leitura para saber mais.

Além do rato, outros 03 tipos utilização o método

Morcegos

Os morcegos são animais noturnos. Sobretudo,  eles possuem dificuldade em enxergar no escuro, tanto quanto como os ratos.

Dessa maneira, eles utilizam a ecolocalização para saber por qual caminho é seguro voar. Ou seja, o som que emitem não é ouvido por seres humanos. E com o reflexo desse som eles sabem qual caminho está livre e por onde eles podem voar.

Inclusive, alguns cientistas comparam o rato da espécie arganaz-pigmeu com os morcegos. Dado ao fato, que os dois possuem vidas noturnas ativas, problemas de visão e corpos parecidos.

Golfinhos

Os golfinhos são mamíferos muito inteligentes. Primeiro, os sinais sonoros que emitem são por sua laringe e recebem um retorno pelas mandíbulas.

Em seguida, os sinais vão até o canal do ouvido, dando um retorno sobre como está o ambiente para o animal.

E é dessa forma, que ele localiza a sua rota, o seu alimento e encontra com outros animais da mesma espécie.

Andorinhões

Essa espécie de ave é uma das poucas que utiliza o sistema de ecolocalização para sobreviver.

Contudo, para esse tipo de ave esse sinal é essencial, uma vez que, assim possibilita que eles vivam em locais com pouca iluminação como atrás das cachoeiras.

Veja também: Cachorro para apartamento com pouco pelo: raças que esbanjam fofura

Comentários
Loading...