- Publicidade -

Pets com frio e não querem comer: dicas da Veterinária Bruna Hermes

A Dra Bruna reforça que os cuidados precisam ser contínuos

O inverno chegou e com ele surgem preocupações para quem tem animais em casa. E certamente, os pets em geral sentem muito frio.  E como nós animais humanos eles acabam querendo ficar quietos e aquecidos. Mas o que fazer quando se percebe cachorro com frio e que não quer comer? A Veterinária Bruna Hermes (CRMV-RS 12949) dá algumas dicas hoje (04), no Diário Prime para aliviar a tensão nessas situações e facilitar a vida dos tutores com super dicas que você precisa saber.

Gato e cachorro com frio

A friaca está cada dia pior nesse inverno de 2021, não tem como negar. E os pets começam a sentir tanto frio que dá até um aperto no coração dos tutores. E o pior é que não querem fazer nada e muito menos comer como antes.

pets com frio
Mas não precisa descabelar ou entrar em pânico logo de início. | Canva Pro

A boa notícia é que há princípio, não precisa descabelar ou entrar em pânico. Primeiro, basta observar o comportamento do cachorro ou gato. E se persistir a apatia por tempo muito prologando, daí vale buscar alternativas para saber o que realmente se passa com eles.

Por isso hoje, a Dra. Bruna esclarece algumas dúvidas e explica sobre doenças oportunistas da época. Acompanhe as dicas a seguir que podem ajudar a resolver essas dificuldades e deixar os pets com mais saúde.

Mito ou verdade que cães e gatos têm mais fome no inverno?

Na verdade, essa certeza de que se tem mais fome no inverno é para os humanos. Pois, com os animais não acontece o fato de acelerar o metabolismo para compensar a sensação térmica nos dias mais frios.

Em outras palavras, há uma grande diferença entre a Temperatura (T) das pessoas e dos animais. A deles já é mais elevada naturalmente e se mantêm entre 37 à 39º Celsius. Porém, nada impede de você manter a caminha aquecida e confortável.

Sendo assim, a veterinária orienta que ” manter a porção diária de ração recomendada e oferecer água limpa são as melhores práticas para manter seu animal com saúde, e ainda evitar sobrepeso”.

pets
Pets com frio e não querem comer? Cuidado para não exagerar | Imagem Biofarm

Dicas da veterinária para pets com frio

A Dra Bruna reforça que os cuidados precisam ser contínuos, levando sempre em conta o comportamento dos animais no dia a dia.

Mais ainda no inverno, pois, o cachorro pode adoecer com a gripe canina. E os gatos tendem a complicar um pouco mais com a Rinotraqueíte (inflamação das vias respiratórias) e outras infecções, sejam elas virais ou bacterianas.

Dessa maneira, caso o pet fique prostrado, sem se alimentar por tempo muito prologado ou com fadiga e desconforto respiratório, busque logo um especialista para avaliar e tratar seu animalzinho.

Outro ponto de atenção são as vacinas e elas devem estar em dia. Portanto, não descuide e, sobretudo, ofereça carinho e atenção ao mascote.

E para fechar com chave de ouro, leve seu animal de companhia para se exercitar, brincar e tomar sol. Assim, os dois desfrutam de momentos com leveza, descontração e espanta um pouco o frio. Já, já tudo normaliza e o pet volta a comer bem.

Gostou das dicas? Deixa seu comentário e compartilha com seus amigos.

Comentários
Loading...