Top Stores

- Publicidade -

Diferença entre grelhar e refogar: entenda o que caracteriza cada modo de preparo

Saber os significados é super importante para preparar as receitas corretamente

Top Stories Horta em casa perfeita e livre de problemas: 5 dicas indispensáveis para iniciantes

Na culinária há formas e mais formas de se preparar as receitas. Tendo isso em vista, é super interessante e necessário saber bem as técnicas para não errar. Mesmo para os iniciantes, entender o que cada nomenclatura significa é muito relevante. Pensando nisso, o Blog Mega Gostoso do Diário Prime preparou nesse 01 de agosto essa matéria que trata sobre a diferença entre grelhar e refogar. E assim, fica bem tranquilo para você tirar todas as suas dúvidas, de uma vez por todas.

Dessa maneira, portanto, entenda o que caracteriza os modos de preparo. Afinal de contas, se uma receita for preparada de forma diferente do que foi indicado, muito provavelmente ela não vai funcionar. Além disso, entendendo o que é cada um, a rotina na cozinha vai se tornar bem mais prática.

Diferença entre grelhar e refogar: entenda o que caracteriza cada modo de preparo
Diferença entre grelhar e refogar: entenda o que caracteriza cada modo de preparo – Imagem: Divulgação pequenogourmet

Leia também: Como cortar tomate para salada: confira dicas de preparo e descubra se ele é fruta ou legume

Diferença entre grelhar e refogar

Veja bem, cada receita, por mais ou menos comum que seja, tem o seu modo de preparo próprio. Dessa forma, se ele indica que a receita ou determinados ingredientes devem ser grelhados, não tem porque você refogá-los, ou vice versa, não é mesmo?

Mas e quando quem está cozinhando não sabe a diferença entre grelhar e refogar? Realmente nesse caso, o preparo se torna mais complexo. No entanto, hoje você tira suas dúvidas quanto a isso, ok?

Então, anota aí, pois, vamos lá!

Quando alguém vai grelhar, significa que vai colocar o alimento em grelhas, seja à gás ou elétrica ou ainda no carvão ou madeira.

Nessa caso, há uma fonte de calor próxima ao alimento que vai facilitar a formação de uma crosta. Esse processo, bastante comum no churrasco e geralmente feito com carnes, resulta em uma peça crocante por fora,  macia e suculenta por dentro. No entanto, é possível preparar receitas grelhadas em panelas também, todavia, com a técnica correta.

Já no caso de refogar, significa fritar mais rapidamente o alimento. Geralmente, utiliza-se alho e cebola refogados para temperar o arroz, feijão e carnes. E como o procedimento é feito? Coloca-se os alimentos cortados em pedaços bem pequenos ou amassado, no caso do alho, um pouquinho de azeite ou óleo e mexe, com o fogo baixo para não queimar, até eles ficarem douradinhos.

Dessa maneira, a diferença entre refogar e fritar é que no primeiro caso, é necessário sempre mexer o alimento para que ele ganhe cor e sabor. Porém, no caso da fritura, o alimento fica estático; ou seja, parado até que esteja totalmente pronto, com algumas poucas mexidas. E esse ‘deixar estático’ é o que chamamos de selar o alimento.

Mas, além desses modos, há outros.

Demais modos de preparo

É possível preparar as receitas grelando, refogando, fritando e também com as técnicas de flambar e assar, bastante conhecidas no universo gastronômico. Contudo, isso é um babado forte para outras matérias.

Dito isso, você deve observar atentamente o modo de preparo das receitas para que eles fiquem como o desejado. Assim, passar raiva ou desperdiçar seu tempo e ingredientes. Sobretudo, não perca seu ânimo de aventurar-se nas cozinha.

E então, gostou de saber as diferenças de refogar e grelhar? Conta nos comentários e deixa a gente saber suas experiências e desafios culinários.

Leia ainda: Farinhas sem glúten: conheça os tipos e benefícios para uma receita perfeita

Ademais, curta o VÍDEO a seguir, compartilha também para que outros se beneficiem das nossas supre dicas Mega Gostosas.

Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News.
Comentários
Loading...