Top Stores

- Publicidade -

Qual o segredo da popularidade do BBB?

Top Stories Quando começar o adestramento do cachorro? Veja 5 dicas para fazer em casa

O Big Brother Brasil está no ar desde 2002 e continua como uma das maiores audiências da televisão Brasileira – Fonte: Wikimedia Commons

Uma das atrações mais esperadas todo início de ano é a apresentação dos participantes da casa mais vigiada do país, o Big Brother Brasil, programa que exibe um grupo de pessoas confinadas em uma casa com milhares de câmeras onde o único contato com o mundo exterior é o apresentador que aparece por meio de uma tela. A popularidade do reality é tanta que grande parte das buscas nos sites de apostas é aposta BBB.

 

O programa foi inspirado em um livro chamado “1989”, de George Orwell, que mostra, de forma resumida, uma sociedade totalitária governada onde todos são vigiados 24 horas por dia pelo “Grande Irmão” – ou, Big Brother.

 

A ideia pode parecer meio estranha quando vista dessa maneira, mas o reality segue da mesma forma desde sua primeira edição, lá em 2002, e continua sendo uma febre nacional. E a pergunta que fica é: mas por quê? Além de lançar pessoas anônimas ao mundo das celebridades da noite para o dia, o programa recebe investimentos gigantescos, sendo uma das épocas do ano em que a economia do país mais se movimenta.

 

O alto faturamento somado a maior emissora do país resulta em um novelão da vida real repleto de publicidade. Os espectadores ficam ansiosos para ver qual será o próximo look dos participantes na festa, qual bebida estão consumindo até a marca do sabão em pó que estão utilizando. E, claro, tentar identificar quais deles seguiram carreira na TV ou não.

 

Outro fator responsável pela longevidade do programa são as relações que acontecem dentro da casa. As pessoas que ali estão foram selecionadas a dedo, possuem as mais variadas personalidades, ideais, valores e estilos, sendo um prato cheio para discussões culturais, conflitos e até mesmo romance. É necessário acompanhar todos os dias para não perder nenhum detalhe e andamento dos relacionamentos.

 

Mas não é só no Brasil que o reality faz sucesso

Produzido em mais de 60 países, como África do Sul, Alemanha, Argentina, Austrália, Bélgica, Brasil, Canadá, Croácia, Noruega, Suécia, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, França, Finlândia, Grécia, entre tantos outros, foi na Holanda, onde o programa surgiu, o lugar com a cena mais inusitada já vista: um parto dentro da casa.

 

A República Tcheca presenciou uma versão um tanto quanto exótica. O “Big Brother Gorila” aconteceu dentro de um zoológico, em Praga, e o prêmio consistia em uma caixa com 12 melões. Mas, calma! Os participantes eram gorilas, um macho, três fêmeas e um filhote vigiados por câmeras por onde os espectadores escolhiam quem levaria o prêmio.

 

A Alemanha registrou o maior BBB mais duradouro. Por 365 dias, cerca de 54 pessoas participaram da edição. Já o Reino Unido apostou em uma edição com o maior número de confinados da história, 325 participantes.

 

BBB não é só entretenimento

Hoje em dia existem diversos outros estilos de reality, como o Masterchef e No Limite, mas o BBB continua sendo uma forte aposta. Há até indícios e pesquisas na área da psicologia que indicam alguns dos possíveis motivos do tamanho sucesso desse formato de mídia. Um deles a curiosidade de ver outras pessoas fazendo coisas simples do dia-a-dia como lavar louça, comer, nadar na piscina e conversar. Um outro motivo seria como uma forma de suprir a necessidade de companhia, quase como se fosse amigo íntimo da pessoa que está do outro lado da tela, conhecendo seus costumes, gostos e particularidades.

 

A alienação é uma questão que faz as pessoas amarem e odiarem o programa. Há quem diga que é perda de tempo bisbilhotar a vida alheia e quem prefere consumir esse conteúdo para suprir algum vazio. De uma maneira ou de outra, ambos continuam falando sobre o BBB e ele continua fazendo sucesso.

 

Mas uma coisa é certa: a vontade de acompanhar a vida dos outros é natural, consequência da sociedade em que vivemos. Os conteúdos apresentados podem acrescentar culturalmente e trazer questões antes não avaliadas sobre alguns valores da sociedade – como a cultura do cancelamento que foi assunto da última edição, no começo de 2021 – de cada um, sendo uma excelente forma de levar conhecimento para pessoas que podem nunca ter pensado sobre aquelas pautas.

 

 

Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News.
Comentários
Loading...