Modelo Christina Carlin Kraft (Crédito: Twitter/Reprodução)
Modelo Christina Carlin Kraft (Crédito: Twitter/Reprodução)

Christina Carlin-Kraft, de 36 anos, foi encontrada morta estrangulada em seu apartamento nos Estados Unidos na cidade de Filadélfia, ela era ex-coelhinha da revista norte-americana conhecida mundialmente a Playboy.

O corpo foi encontrado nesta última quarta-feira (22), as informações são do jornal New York Daily News. O corpo só foi encontrado graças a uma denúncia que pedia que à polícia verificasse o apartamento, por volta das 21h do horário local, disse o promotor distrital do condado de Montgomery, Kevin R. Steele.

A autópsia realizado confirma que Christina Carlin-Kraft teria sido estrangulada com uma corda, sendo assim a investigadores creem que o crime foi pessoal.

Modelo Christina Carlin Kraft (Crédito: Twitter/Reprodução)
Modelo Christina Carlin Kraft (Crédito: Twitter/Reprodução)

A imprensa americana noticiou que médicos realizaram autópsia do corpo de Christina Carlin Kraft e confirmaram que ela foi estrangulada com o uso de uma corda ou um cordão. Na avaliação das autoridades, é trabalhada a possibilidade que o crime tenha sido cometido por uma pessoa conhecida da celebridade em um suposto crime passional.

No ano de 2016, Christina Carlin Kraft enfrentou problemas com a Justiça dos Estados Unidos após ter agredido o gerente de um restaurante de Nova York. Na época, o  Daily Mail noticiou que a modelo atacou o funcionário do estabelecimento pelas costas, causando lesões e dores no empregado do restaurante.

Com informações de R7 e Meio Norte

Colabore, deixe seu comentário logo abaixo!