Top Stores

- Publicidade -

Dira Paes fala sobre queima na Cinemateca: mais de 100 anos ardeu em chamas

O cinema nacional está de luto, e muitos artistas expressaram o seu sentimento

Top Stories Quando começar o adestramento do cachorro? Veja 5 dicas para fazer em casa

Dira Paes publicou, em suas redes sociais, através de seu perfil do Instagram, um texto sobre o cinema brasileiro que, neste momento, está de luto. Tudo por conta da Cinemateca que acabou entrando em chamas, deixando uma memória de mais de 100 anos perdida. Sobre isso, a atriz expressou:

“O Cinema Brasileiro está de luto!!! A nossa memória de mais de 100 anos ardeu em chamas. Imagens, reportagens, documentários e filmes brasileiros foram tragados pelos descaso, pelo desgoverno, por não termos uma pessoa consciente, competente na pauta da cultura brasileira. Depois de tantos avisos tantos pedidos oficiais ao Governo Federal, até pedidos para municipalizar a @cinemateca.brasileira , já que estavam a ignorando. Parece que o plano de destruição dos incompetentes que nos governam deu certo, só que não!!! Esqueceram que somos fênix, e sempre vamos ressurgi mesmo que das cinzas. Não nos calarão!!! Basta!!! #forabolsonaro e sua corja.”, legendou Dira Paes em suas redes sociais.

Muitos comentários foram deixados na publicação de Dira Paes, comentários de pessoas que ficaram muito tristes pelo que aconteceu. Dentre os comentários, vimos pessoas que criticaram também, mostrando a sua indignação pelo fato de vermos um patrimônio histórico ser perdido pelo foco. Alguns desses comentários foram:

“Triste momento, um país sem cultura é um país sem história!”, disse um seguidor. “Luto pelo País, que morre todos os dias.”, comentou ainda um segundo. “Mais um descaso com a Cultura Brasileira!!”, disse ainda uma terceira seguidora. Além de vários outros comentários que a web está declarando sobre o acontecimento na Cinemateca Brasileira.

Afinal, a culpa é de quem?

É uma pena que muitos lugares históricos e importantes para o Brasil acabam perdendo o seu valor por conta de descaso e falta de um cuidado verdadeiramente efetivo. Perdemos o Museu Nacional e agora perdemos mais um valor cultural importantíssimo. Há esperanças de que tudo possa melhorar e que possamos viver com mais cuidado do que jamais foi feito.

Mas, afinal, de quem é a culpa? A culpa por algo que se perde, se extradita, se danifica, enfim, é sempre de quem é o proprietário. E o proprietário, somos nós. Podem culpar o presidente, o governo passado… Mas a culpa, no fim, é nossa. Quem é que se importou verdadeiramente para que a Cinemateca estivesse de acordo e funcionando bem?

Quem se informou, buscou, cobrou…? No fim, somos nós que deixamos isso acontecer, porque deixamos tudo nas mãos do outro e esperamos magicamente que tudo aconteça. Infelizmente, no Brasil, nossa participação está voltada somente para criticarmos e chorarmos as percas, menos para que tomemos alguma atitude e façamos algo por aquilo que zelamos.

Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News.
Comentários
Loading...