Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

- Publicidade -

A Fazenda 2019: Record demite operador de câmera após ter chamado Sabrina de ‘Macaco’


Não perca nenhum conteúdo de nosso Blog. Clique no botão abaixo e fique atualizado!

Atenção: Siga o Diário Prime no Google News e assine nosso Canal no You Tube!

A princípio, a Record decidiu demitir um operador de câmera após um comentário racista feito durante “A Fazenda”. A ex-Miss São Paulo Sabrina Paiva afirmou ter ouvido alguém no bastidor chamá-la de “macaca” mandando que ela se sentasse. Hariany confirmou a história dizendo que ela “era a única de pé naquele momento”.

Sabrina sofre racismo em A Fazenda 2019

A princípio, a Miss São Paulo Sabrina de Paiva afirmou ter sofrido racismo da produção da Record, antes de realizar uma prova em “A Fazenda 2019”. Portanto, assim como os outros participantes, ela aguardava sentada para a entrada ao vivo, mas se levantou para beber água.

Veja: A fazenda 2019: Sabrina afirma ter sofrido racismo pela produção do reality

A Fazenda 2019: Sabrina é chamada de “Macaca”

Foi então que ouviu por trás do vidro “senta aí, macaco”. “Eu acho que aquilo foi para mim, de verdade. Eu era a única que estava tomando água. Estava todo mundo sentado, aí eu ouvi alguém dizer: ‘Senta aí, macaco’ e um palavrão”, disse Sabrina. Sua colega em “ A Fazenda 2019 ”, Hariany afirmou ter ouvido a mesma coisa.

Família de Sabrina se pronuncia

A princípio, nas redes sociais, a reação foi imediata. A família de Sabrina já declarou que estuda tomar providências legais. Veja o comunicado da Record abaixo.

A Fazenda 2019: Comunicado da Record

“A Record TV informa que ontem, 05/11, durante o reality A Fazenda, ao vivo, um operador de câmera, posicionado atrás de um dos espelhos da sala, fez um comentário racista a respeito da participante Sabrina Paiva.

Veja também: Enquete A fazenda 2019: Andréa e Thayse estão na roça, veja como votar

Record demite operador de câmera por chamar Sabrina de ‘macaco’

Imediatamente ao fim do programa, a produtora Teleimage (que presta serviços à Record TV e é a contratante do operador de câmera), identificou o ofensor. Ele foi repreendido e teve seu contrato de trabalho rompido sumariamente.

A Record TV repudia veementemente esta atitude e qualquer tipo de preconceito. Como se trata de ofensa racial, será informado à participante Sabrina Paiva que a ela será dado o direito de fazer a representação legal ao ofensor, se assim quiser e no momento que desejar.

A Record TV e a produtora Teleimage lamentam o fato e não admitem que algo dessa natureza aconteça em suas produções.”

Veja também: A fazenda 2019: Sabrina é a nova fazendeira, veja como ela venceu

Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!