BTC / BRL
10.174,44
3.02%
(+297.83)
ETH / BRL
217,22
4.2%
(+8.75)
XRP / BRL
0,29
0.82%
(-0)
LTC / BRL
75,70
2.26%
(+1.67)
EOS / BRL
3,90
1.22%
(+0.05)
BCH / BRL
316,55
2.43%
(+7.5)
ADA / BRL
0,05
1.4%
(0)
XLM / BRL
0,07
9.92%
(-0.01)
NEO / BRL
9,54
0.44%
(+0.04)
XEM / BRL
0,05
2.36%
(-0)
DASH / BRL
97,34
0.44%
(+0.43)
USDT / BRL
1,00
0.1%
(-0)
BNB / BRL
21,38
1.18%
(-0.25)
QTUM / BRL
2,19
0.69%
(-0.02)
XVG / BRL
0,00
2.22%
(-0)
ONT / BRL
0,82
3.22%
(+0.03)
ZEC / BRL
49,08
0.97%
(+0.47)
STEEM / BRL
0,17
2.87%
(-0)

Bitcoin Hoje: Nova CPMF pode tornar o BTC mais caro no Brasil


A nova proposta do Ministro da economia Paulo Guedes do governo Bolsonaro, pode trazer um novo diferencial no criptomercado e sobre o Bitcoin, pode tornar o ativo mais populares porem mais caro.

Se for aceito o novo imposto da proposta do Ministro da economia, o preço para compra um Bitcoin ou outra criptomoeda no Brasil será mais caro, por outro lado o uso do criptomercado pode servir como novo imposto.

Confirmado pelo governo, a intenção é de criar um novo imposto seguindo a linha da (CPMF) Contribuição Provisória Sobre Movimentação Financeira, que tem por objetivo, substituir gradativamente a contribuição patronal sobre salários (folha de pagamentos), a CSLL e o IOF.

bitcoin hoje
Imagem: Aleksi Raisã

Leia também: BTC começa a cair novamente e deixa criptomercado apreensivo

A nova proposta do que foi apresentada indica que alíquota inicial de 0,4% em depósitos e saques. Já as operações de débito e de crédito serão submetidas a uma alíquota de 0,2% em cada ponto. Porem o ministro Paulo Guedes, chegou a falar que a alíquota poderia chegar a 1%.

Mais você deve estar se perguntando como isso afetaria o Bitcoin:

De inicio, compras e vendas de Bitcoin por real (moeda Brasileira) ficaria mais cara, para investidores ou usuários transferir valores da sua conta bancaria para qualquer conta de uma corretora, seria cobrado uma alíquota de 0,40%, porem divido igualmente, 0,20% em quem depositar mais 0,20% em quer receber.

- Advertisement -

Porem translações usando Bitcoin-Bitcoin entre as pessoas, não teria efeito como imposto, e seria  brecha usada para tenta lesar essa nova taxa.

Já prevendo essa brecha o Ministro Paulo Guedes tenta explicar como irá funcionar, que a proposta terá uma cláusula em que transação ou um contrato só tem validade jurídica se o devido imposto for recolhido.

E cita um exemplo para que entendam:

“Traficante pegou dinheiro em espécie e pôs tudo no caminhão, foi lá e comprou apartamento em Ipanema, pagou em dinheiro. Você pode tomar o apartamento dele, porque ele não pagou imposto.”, disse o ministro da economia Paulo Guedes ao Valor Econômico.

Saiba Mais sobre Bitcoin:

Um estudo revela que países como Reino Unido, Estados Unidos, Hong Kong e Cingapura, tem o maior numero de trocas de criptomoedas, segundo dados da blockchain da Bitfury Crystal.

Quanto as transações da criptomeda Bitcoin, em 2013, 96% de todo o Bitcoin transferido entre trocas foi enviado por trocas do grupo G20 (Grupo das maiores economias do mundo), enquanto em 2018 o número caiu para 70%. Segundo o relatório afirma que:

“Em 2018, o volume total de bitcoin transferido diretamente entre as trocas foi de quase US $ 92,6 bilhões. Um total de US $ 65,1 bilhões foi transferido por trocas de países do G20, Hong Kong e Cingapura.


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!