BTC / BRL
10.383,88
2.43%
(+246.78)
ETH / BRL
195,77
6.25%
(+11.52)
XRP / BRL
0,29
8.57%
(+0.02)
LTC / BRL
76,46
5.62%
(+4.07)
EOS / BRL
3,70
4.55%
(+0.16)
BCH / BRL
317,83
4.54%
(+13.79)
ADA / BRL
0,05
6.63%
(0)
XLM / BRL
0,07
4.52%
(0)
NEO / BRL
9,94
3.31%
(+0.32)
XEM / BRL
0,06
0.57%
(0)
DASH / BRL
94,70
3.23%
(+2.96)
USDT / BRL
1,00
0.1%
(-0)
BNB / BRL
28,01
0.45%
(+0.12)
QTUM / BRL
2,70
6.13%
(+0.16)
XVG / BRL
0,01
7.14%
(-0)
ONT / BRL
0,78
2.41%
(+0.02)
ZEC / BRL
52,57
3.65%
(+1.85)
STEEM / BRL
0,17
0.97%
(0)

Criptomoeda do Facebook: Libra sofre Resistência em audiência nos EUA

Ao participar de debate no dia 17 de julho sobre a Libra, Criptomoeda do Facebook, falta de respostas deixa congressistas irritados.


A criptomoeda do Facebook não causou uma “primeira boa impressão” ao Congresso dos Estados Unidos. Depois de anunciar que lançará sua própria moeda digital no mercado em 2020, a empresa de Mark Zuckerberg foi “convidada” a dar mais explicações sobre o projeto no Congresso dos Estados Unidos.

O responsável pelos esclarecimentos ao governo dos EUA foi David Marcus, chefe da carteira digital Calibra. Mas o resultado não foi tão bom para a nova criptomoeda.

Ainda assim, isso não significa que o projeto não será implantado no ano que vem, como programado.

Criptomoeda do Facebook
Chefe da Calibra a reguladora da Criptomoeda do Facebook, enfrenta congressistas americanos / Diário Prime 20 de julho.

Criptomoeda do Facebook não agrada Congresso dos EUA

O chefe da Calibra compareceu junto aos membros do Comitê de Serviços Financeiros da Câmara para explicar a proposta ambiciosa do Facebook de entrar no mercado de criptomoedas. 

Durante a audiência, que durou mais de quatro horas, a maioria dos representantes da Câmara deixou claro que, se pudessem proibir a Libra, seria exatamente isso o que fariam.

O projeto do Facebook foi muito interrogado pelos congressistas, que questionaram, especialmente, a capacidade da empresa de proteger a privacidade dos usuários.

- Advertisement -

Também não ajudou a postura de David Marcus, que forneceu poucos detalhes. O chefe da Calibra alegou não saber a resposta para inúmeras perguntas, ou que ainda não podia compartilhar informações mais detalhadas sobre a Libra.

Dentre as perguntas sem respostas, estão como serão os saldos médios da Libra. Marcus teve que admitir que não tinha números firmes sobre quantos consumidores a Libra poderá servir, o que também deixou os legisladores irritados.

Quando se trata de Calibra, a carteira digital da Libra, Marcus enfatizou que o Facebook teria apenas um voto entre os mais de 100 parceiros, o que torna a Libra, conhecida como a Criptomoeda do Facebook, não submissa às decisões exclusivas da empresa de Mark Zuckerberg.

Ainda assim, o Congresso parece não ter se importado com essa informação, já que seu maior problema com a regulação da Libra é justamente a desconfiança em relação ao Facebook.

Repercussão no preço do Bitcoin

Após a aparição de Marcus perante o Congresso dos Estados Unidos, o preço do Bitcoin caiu de US$ 10.423 para US$ 9.669 durante a audiência, o que significa uma queda de 7,2%. Os preços continuaram a cair, atingindo uma baixa de US$ 9.050, enquanto a notícia circulava.

Porém, o preço do Bitcoin se recuperou no final da audiência, chegando a ficar em torno de US$ 9.698 até o fechamento da sessão, somando um aumento de 7,1% em relação à baixa de hoje. 

Os preços já voltaram a ficar acima dos US$ 10.000.


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!