BTC / BRL
10.461,05
1.29%
(+132.82)
ETH / BRL
193,79
4.92%
(+9.09)
XRP / BRL
0,28
5.96%
(+0.02)
LTC / BRL
76,38
3.61%
(+2.66)
EOS / BRL
3,70
3.84%
(+0.14)
BCH / BRL
318,45
2.98%
(+9.23)
ADA / BRL
0,05
4.4%
(0)
XLM / BRL
0,07
3.7%
(0)
NEO / BRL
10,03
2.6%
(+0.25)
XEM / BRL
0,06
0%
(0)
DASH / BRL
95,66
3.06%
(+2.84)
USDT / BRL
1,00
0%
(0)
BNB / BRL
27,70
1.19%
(-0.33)
QTUM / BRL
2,64
10.38%
(+0.25)
XVG / BRL
0,01
1.92%
(0)
ONT / BRL
0,79
2.83%
(+0.02)
ZEC / BRL
53,29
8.73%
(+4.28)
STEEM / BRL
0,17
0.18%
(0)

Criptomoeda do Facebook: Chefe da Calibra encara o Congresso Americano

David Marcus, chefe da Calibra, a subsidiária de blockchain do facebook, responderá perguntas hoje.


Apesar do anúncio da chegada da criptomoeda do Facebook ao mercado em 2020, diversas incertezas ainda rondam a Libra, já que no comunicado oficial da plataforma faltaram explicações sobre alguns detalhes de como funcionará a nova criptomoeda.

Essas explicações virão hoje 17 de julho, quando David Marcus, chefe da Calibra, a subsidiária de blockchain do Facebook, responderá às perguntas do Congresso dos Estados Unidos sobre projeto que tem aquecido o mercado de criptomoedas.

Para o Congresso norte-americano, a grande questão é se a Libra é segura e pode ser regulada de acordo com as diretrizes do país, sem comprometer o atual sistema econômico global.

Criptomoeda do Facebook
Chefe da Calibra, a subsidiária de Blockchain do Facebook, responderá às perguntas do Congresso dos Estados Unidos. Diário Prime 16/07. Criptomoeda do facebook

O que já se sabe sobre a criptomoeda do Facebook

Embora a sabatina enfrentada por David Marcus ainda vá acontecer, o chefe da Calibra já divulgou seu depoimento preparado para o Congresso, no qual foi possível conferir alguns detalhes sobre a Libra e sua carteira digital.

- Advertisement -

Segundo o depoimento de David, a Libra será parte da carteira digital Calibra, que é regulada pela pela Associação Libra. Essa, por sua vez, estará de acordo com as regulamentações do governo suíço, onde a associação está sediada. A organização também cumprirá com todas as leis norte-americanas de impostos e antifraude.

O diretor também expõe sua expectativa sobre a regulamentação da moeda: “A Associação Libra espera que seja licenciada, regulamentada e sujeita a supervisão. Como a Associação está sediada em Genebra, ela será supervisionada pela Autoridade Supervisora ​​dos Mercados Financeiros da Suíça (FINMA). Nós tivemos discussões preliminares com a FINMA e esperamos engajá-las em uma estrutura regulatória apropriada para a Associação Libra”, explica.

Tentando amenizar a preocupação central de que Libra está tentando substituir o dólar ou interferir na política financeira, Marcus escreve que: “A Associação Libra, que administrará a criptomoeda do facebook, não tem intenção de competir com quaisquer moedas soberanas ou entrar na arena da política monetária. Trabalharemos com o Federal Reserve e outros bancos centrais para garantir que a Libra não concorra com moedas soberanas ou interfira na política monetária”.

Libra enfrenta resistência nos Estados Unidos

O depoimento de David Marcus vem dias depois das notícias sobre criptomoedas mostrarem que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não está feliz com a Libra.

No último dia 12 de julho, Trump escrever em seu Twitter que: “Ativos criptografados não regulamentados podem facilitar o comportamento ilegal, incluindo tráfico de drogas e outras atividades ilegais. Da mesma forma, a ‘moeda virtual’ do Facebook, Libra, terá pouca importância ou confiabilidade”.

As explicações sobre o projeto no Congresso será uma boa chance de convencer o governo norte-americano de que Trump está equivocado em seu atual posicionamento.


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!