Dário Prime / dbol
Art is not a luxury, but a necessity.

Concurso público: como elaborar um plano de estudos para eles?


A maioria das pessoas, ao se inscrever para um concurso público, não sabe a melhor maneira para se preparar para ele. Assim sendo, é comum que cometam erros diversos no processo de preparação. De fato, preparar-se para provas é algo complexo. Decerto, a maioria das pessoas não sabe por onde começar.

Contudo, essa preparação para o concurso público não precisa, necessariamente, ser um grande sacrifício. Com efeito, seguindo-se alguns passos relativamente simples, é possível se preparar de maneira eficiente. De fato, é possível se preparar bem sem se esforçar além do necessário. Dessa maneira, seguem alguns passos importantes a serem seguidos no processo de preparação para qualquer concurso.

Tenha um plano de estudos

Siga o Diário Prime no Google News. Receba de graça os melhores conteúdos, Loterias, Futebol ao Vivo, Finanças, em primeira mão.

Em primeiro lugar, é importante saber do que se trata um plano de estudos. Decerto, um plano de estudos é um conjunto de conteúdos, agrupados em unidades. Estes conteúdos deverão ser estudados, organizadamente, ao longo de um determinado período. É recomendável que este período seja pensado de acordo com o cronograma do concurso público. Assim, um bom plano de estudos precisa levar em conta dois fatores centrais, que são:

  • a quantidade de conteúdos a serem estudados
  • o tempo hábil para estudar todo o conteúdo

Dito isso, os dois próximos títulos vão falar separadamente sobre os dois pontos acima. Enfim, o objetivo é desenvolvê-los organizadamente, de maneira a explicar melhor este processo de preparação.

Crédito da imagem: reprodução flickr / concurso público

Organizar os conteúdos do plano de estudos para o concurso público

Primeiramente, para se organizar os conteúdos a serem estudados para o concurso público, é essencial conhece-los de antemão. Para tanto, é absolutamente necessário se ler, com atenção, o edital. É muito comum pessoas se candidatarem a concursos públicos sem a leitura atenta dele. Assim sendo, depois de o ler, anote ou salve os conteúdos que vão ser cobrados nas provas. Em seguida, agrupe-os em unidades, conforme proximidade dos temas. Dessa maneira, é possível organizar os conteúdos em blocos temáticos. Certamente, fazer isso tornará mais simples a tarefa de selecionar material para estudo e procurar questões para resolver.

Organizados os conteúdos, trace seus prazos e metas

Enfim feita a organização do conteúdo a se estudar, proposta no título anterior, surge outro ponto: o tempo. Assim sendo, a pergunta a ser feita é quanto tempo se tem. No caso, entre a organização do material a ser estudado e o concurso público. Aqui, um exemplo. Suponhamos que num hipotético concurso, haja prova de Conhecimentos Gerais. Com efeito, seus conteúdos serão História do Brasil contemporâneo, Geopolítica e Atualidades. Por sua vez, existem, entre seu primeiro contato com o edital e a prova, um espaço de 30 dias. Um plano possível seria, por exemplo, ter uma semana para levantar o material para estudar os temas. Em seguida, dedicar uma semana para cada um deles.

Estudar para concursos públicos: há sempre muito conteúdo a se organizar para estudar

O exemplo do item anterior fala de apenas uma prova. Assim, voltemos ao mesmo hipotético concurso público.  Além da prova de Conhecimentos Gerais, haverá outras: Informática, Conhecimentos específicos e Língua Portuguesa. Assim, essa organização deverá levar em conta também os demais conteúdos. Decerto, isso levará à necessidade de estudar mais conteúdos por dia. A dica, aqui, é organizar conteúdos de cada um, como no terceiro título. Em seguida, estabelecer prazos e metas para cada um, de cada prova. Aqui, o fundamental é dividir horas do dia entre um e outro. Uma ideia interessante é dedicar um pouco mais naqueles que tiver maior dificuldade.

Colocar o plano de estudos para o concurso público em prática

Feito tudo isso, a dedicação aos estudos deve começar o quanto antes. O tempo, obviamente, deve levar em conta a quantidade do conteúdo. Além, claro a proximidade do concurso público. Assim sendo, o volume de estudos por dia e semana aumentam se o prazo  for curto.  Serão menores se o prazo for maior. Por isso, é também importantíssimo começar a estudar com antecedência. Todavia, também é fundamental evitar os excessos.

O estresse e fadiga por eles prejudicam muito o rendimento nos estudos. Em conclusão, é importante salientar que nenhum planejamento é perfeito. Além disso, um bom plano de estudos também precisa prever possibilidades de alterações.


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!

Últimas Publicações

comentários
Loading...