Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Wesley Safadão leva Nego do Borel para Batista da Lagoinha e funkeiro é batizado

O ano de 2019 não começou nada bem para Nego do Borel. Depois de ser acusado de transfobia por Luisa Marilac e de ser vaiado enquanto fazia uma participação no show da cantora Anitta, agora o cantor tenta reverter essa situação. E, para isso, ele teria pedido ajuda a Wesley Safadão, de acordo com o colunista Leo Dias, do jornal O Dia.

Disposto a convencer o amigo a se reerguer espiritualmente, Wesley Safadão teria levado Nego para a Igreja Batista Lagoinha (IBL), com sede em Belo Horizonte, onde o cantor, conforme Dias, teria sido batizado. Agora conectado com Deus, Nego do Borel tem frequentado a filial da IBL no Recreio dos Bandeirantes, no Rio de Janeiro.

Nego do Borel. Foto: reprodução/ Instagram

“Ele tem ido direto lá, mas a gente não gosta de expôr as pessoas para deixá-las bem à vontade. Ele me procurou há um ano. O diretor da Sony Music pediu pra gente acompanhá-lo. A mãe e a avó também frequentam a Lagoinha Barra”, disse o pastor Felippe Valadão, líder da IBL no Recreio.

Polêmica

Em janeiro, Nego do Borel viu seu nome envolvido em polêmica com a transexual Luisa Marilac. Após ser elogiado no Instagram por Luisa, o cantor respondeu chamando a trans de homem gato. Marilac se sentiu ofendida e ameaçou processar Nego alegando ter sido alvo de transfobia.

Vários internautas saíram em defesa de Luisa Marilac e o cantor se viu obrigado a cancelar a gravação de seu DVD no Rio de Janeiro, que aconteceria no último dia 29.

Continue lendo…

Na última terça-feira (24), Luisa Marilac voltou a se pronunciar sobre o caso e contou que pretende processar o funkeiro caso ele não aceite o acordo proposto por ela para militar pelas causas transgênero e gay.

Luisa contou que procurou a equipe do cantor após o ocorrido e sugeriu que ele usasse a visibilidade para fazer um projeto de conscientização nas redes sociais a favor da comunidade trans, ajudando, assim, a combater o preconceito.

“Seria uma troca justa: ele orientar o público dele que me atacou covardemente. Isso, de uma forma, vai limpar a moral dele, a imagem dele também”, disse ela.

Leave A Reply

Your email address will not be published.