Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Trump defende propostas para o ensino da bíblia nas escolas públicas

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, manifestou nas redes sociais seu apoio às propostas de legisladores de seis estados que permitiriam às escolas públicas oferecer aulas sobre a bíblia.

Após um debate no programa “Fox and Friends” sobre o assunto na última segunda-feira (28), o presidente dos Estados Unidos twittou: “Vários estados apresentando aulas de Alfabetização Bíblica, dando aos alunos a opção de estudar a Bíblia. Estão começando a voltar atrás? Ótimo!”, escreveu Trump.

Deputados republicanos de Dakota do Norte, Missouri, Indiana, Virgínia Ocidental, Virgínia e Flórida estão esperançosos que essa mudança venha a ocorrer num futuro próximo. Vale ressaltar que Trump recebeu o apoio dos líderes evangélicos, considerados fundamentais para sua campanha vitoriosa, mas essas propostas não partiram de pastores.

Bíblia. Foto: Pixabay

Este impulso para a alfabetização com base na bíblia vem como resultado do Projeto Blitz da Congressional Prayer Caucus Foundation, uma iniciativa baseada na fé coordenada por vários grupos cristãos. O objetivo da iniciativa é “proteger o livre exercício dos valores e crenças religiosas judaico-cristãs tradicionais na praça pública, e recuperar e definir adequadamente a narrativa que sustenta tais crenças”.

A possibilidade de escolas públicas oferecerem aulas eletivas sobre a bíblia, com foco em seu significado histórico, é criticada por opositores ao presidente. Eles argumentaram que eles poderiam violar a separação constitucional entre Igreja e Estado.

O deputado de Dakota do Norte, Aaron McWilliams, co-autor do projeto de lei em seu estado, explica: “Sim, há uma separação entre Igreja e Estado, mas não há uma separação entre livros e educação. Se não tivermos uma boa compreensão fundamental sobre isso, não vamos entender como nosso país foi fundado e outros países a usaram [Bíblia] para formar o mundo que temos hoje”.

Continue lendo…

Até agora, propostas legislativas em pelo menos seis estados — Flórida, Indiana, Missouri, Dakota do Norte, Virgínia e Virgínia do Oeste — encorajam as escolas a oferecerem aulas eletivas sobre a bíblia e seu significado histórico.

No ano passado, as leis de alfabetização bíblica também foram consideradas no Alabama, Iowa e West Virginia. Essas medidas, no entanto, não foram aprovadas.

Leave A Reply

Your email address will not be published.