Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Portabilidade financeira para comprar um carro é uma boa saída? Entenda

Muita gente almeja ter um carro novo ou seminovo. Porém, em tempos onde o dinheiro pode ser um impasse, é bastante comum encontrar pessoas que optaram por realizar financiamentos a fim de adquirir o bem. Quando as parcelas começam a interferir no orçamento, alguns recorrem à portabilidade financeira.

As propostas feitas por bancos são tentadoras e aparentam ser perfeitas, mas é preciso ficar atento para que o que deveria ser vantajoso não vire prejuízo.

Portabilidade financeira para comprar um carro é uma boa saída? Entenda
Portabilidade financeira para comprar um carro é uma boa saída? Entenda

Portabilidade financeira: o que é?

Existem algumas vantagens em aderir à modalidade. A portabilidade de crédito é a opção de um devedor (pessoa física ou jurídica) transferir sua dívida de uma instituição financeira para outra. Com ela, o consumidor tem a possibilidade de negociar taxas de juros mais baixas.

Dessa forma, ao realizar o financiamento com o novo banco, os prazos e valores permanecem os mesmos, porém sem a incidência do IOF, por ele já ter sido pago no contrato com o banco anterior.

Sendo assim, tanto pessoa física quanto pessoa jurídica podem solicitar a migração do débito de uma empresa para outra.

Mas, saiba que o Banco Central não obriga a instituição financeira a aceitar a transferência de dívida de uma outra. Por isso, se você tiver interesse na portabilidade, precisa verificar junto ao banco escolhido se é possível fazer a transferência.

Veja ainda: Nissan lançará novo modelo do Versa e fabricará March no Brasil

Como funciona a portabilidade financeira?

O novo banco faz uma análise minuciosa com base em algumas documentações fornecidas pelo consumidor.

Para tal, é preciso estar munido do número de contrato do antigo financiamento, do saldo devedor atualizado, da moeda de crédito se foi CDC ou Leasing, da taxa de juros anual, do custo efetivo total, do prazo total e remanescente e do sistema de pagamento.

Contudo, deve ser informado o valor de cada parcela, bem como a data do vencimento dos boletos.

Por dentro do processo

Entender como funciona o serviço ajuda o consumidor a não trocar gato por lebre. Por isso, antes de tudo, o novo proprietário do veículo precisa analisar minuciosamente como o processo funciona e ver se o mesmo é rentável.

Dessa forma, atentar-se quanto à taxa de juros que está sendo aplicada no mercado, bem como verificar o período e o custo total da operação são importantes. Existem empresas que costumam aumentar a quantidade de parcelas e, consequentemente, os juros são mais que importantes.

Uma dica é não prolongar o contrato, pois isso pode influenciar diretamente no seu orçamento. Em caso de dúvida, não hesite em procurar um especialista na área.

Leia também: Você sabe como funciona a tabela FIPE? Tire suas dúvidas

Comments
Loading...