Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Quer comprar um carro zero? Saiba o que analisar antes de escolher

Muita gente sonha em comprar um carro zero km. No entanto, é preciso planejamento para que o sonho não se torne em um verdadeiro pesadelo.

Afinal, além do carro, o motorista recebe algumas despesas que em caso de descontrole financeiro, podem gerar uma série de transtornos.

Quer comprar um carro zero? Saiba o que analisar antes de escolher
Quer comprar um carro zero? Saiba o que analisar antes de escolher

Confira 4 dicas para não errar na hora de comprar o primeiro carro zero:

 

1. Faça o seu planejamento financeiro

Antes de começar a pesquisar pelo carro dos sonhos, é recomendado que o motorista coloque no papel todos os gastos.

Neste caso, é importante incluir despesas como:

  • combustível
  • IPVA
  • seguro
  • revisões

Por isso, antes de fazer negócio, é importante verificar as possibilidades de forma realista, sem comprometer o orçamento além do possível.

Afinal, além de perder o bem, o motorista pode ficar com o nome sujo na praça, perder a possibilidade de conseguir novos créditos e não conseguir gozar do carro zero que sofrerá busca e apreensão por falta de pagamento.

Neste sentido, dar uma boa entrada e não deixar que às parcelas tomem uma parte muito grande do orçamento, costuma facilitar na organização financeira.

Veja também: Seguro automotivo x proteção veicular: qual o melhor para o seu carro?

2. Avalie se é mais vantajoso comprar um carro zero ou usado

A grande vantagem do carro zero é o fato de ser um modelo atual, que possui todo o suporte da concessionária e menos chances de apresentar problemas.

No entanto, é possível adquirir um modelo seminovo, mas bem equipado, pelo preço do veículo zero.

Afinal, ao sair da concessionária, o automóvel desvaloriza cerca de 24%. Por isso, optar por um carro seminovo pode garantir a compra de um veículo em excelente estado de conservação por um preço muito abaixo do que o oferecido pela concessionária.

Em contrapartida, vale lembrar que carros zeros costumam ter uma taxa menor de juros em relação às taxas praticadas para financiar veículos seminovos.

Por isso, avaliar a necessidade e o custo benefício de cada tipo de transação pode prevenir gastos extras.

3. Faça a cotação do seguro antes de fechar o negócio

Para que o cliente tenha uma noção maior do gasto total com o carro, é recomendado realizar a cotação prévia com algumas seguradoras.

Para facilitar o pagamento, as seguradoras permitem que o cliente dilua o valor do seguro no plano total, o que aumentará um pouco o valor gasto com o carro por mês.

Por isso, antes de fechar negócio, vale a pena colocar todos os gastos na balança e ver se cabe sem comprometer muito o orçamento.

4. Pesquise a reputação da marca

Outro ponto que deve ser observado é a reputação das concessionárias. Afinal, os veículos já passam por uma desvalorização natural.

No entanto, algumas marcas sofrem com uma desvalorização maior em razão da sua reputação.

Por isso, marcas conhecidas por não terem peças de reposição, por darem muito problema e geram muitos gastos com manutenção devem ser evitadas.

Leia mais: Como escolher um carro para comprar? Dicas que vão facilitar a sua vida

Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!