Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Leclerc “voa” na Fórmula 1 e garante pole position para o GP da Bélgica

O piloto de Fórmula 1 da Ferrari, Charles Leclerc, sobrou na pista e colocou 0,7s de vantagem sobre o seu companheiro de equipe, Sebastian Vettel. Sendo assim, Leclerc fez a pole position para o GP da Bélgica, mostrando muito ritmo.

No entanto, a Mercedes pode vir forte para a corrida e ganhar na base da estratégia.

Leclerc "voa" na Fórmula 1 e garante pole position para o GP da Bélgica
Leclerc “voa” na Fórmula 1 e garante pole position para o GP da Bélgica

Com requintes de genialidade, Leclerc ‘voa’ na Fórmula 1 e faz a pole position para o GP da Bélgica

Durante todo o final de semana, o piloto Charles Leclerc já indicava que seria o homem a ser batido. Em uma das pistas mais rápidas de Fórmula 1, o jovem da Ferrari demonstrou velocidade de sobra e deixou Vettel no “vácuo”.

Nesse sábado (31), o monegasco da Ferrari conseguiu a pole position para a corrida do domingo (01).
O tempo de volta chegou a 1min42s519. Com isso, foi 0,7s melhor do que o segundo colocado, no caso, o seu companheiro de equipe.

Na segunda fila, ocupando o 3° e 4°, Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, respectivamente, conseguiram colocar-se logo atrás. Acredita-se que a Mercedes pode ter uma estratégia diferente e tentar vencer desse modo.

Leia ainda: Jeep Compass 2020 ganha mais equipamentos e parte de R$ 116.990

Resumo do treino

A rixa interna no Q3 ficou latente e pode ter sido ordem da equipe, pois a ideia seria beneficiar Hamilton. Resumidamente, Bottas estava à frente de Lewis, porém o piloto que vinha atrás tinha mais velocidade.

O objetivo do líder do campeonato, Hamilton, era de abrir a sua volta mas isso não foi possível. O finlandês Bottas parou a sua Mercedes e obrigou Hamilton a frear, caso contrário poderia até bater.

Quando o treino de Fórmula 1 começou, ou seja, no Q1, a cessão remeteu a era dos motores apenas a combustão.

O fato ocorrido foi que Robert Kubica, piloto da Williams, explodiu o seu motor e interrompeu o treino com alguns minutos.

A bandeira vermelha foi acionada, porém ficaram pelo Q1 os seguintes pilotos: Daniil Kvyat, George Russel, Pierre Gasly e Carlos Sains.

No Q2, a McLaren não conseguiu levar o seu outro piloto, Lando Norris, até o Q3 e o mesmo ficou fora. Antonio Giovinazzi teve problemas com a sua Alfa Romeu e não deu esquecer uma volta.

Romain Grosjean e Alex Albon também ficaram de fora. Mas, a surpresa do treino foi Lance Stroll ter passado para o Q.

Veja também: Kia estuda novo SUV baseado no Rio para enfrentar VW T-Cross

Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!