Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Fórmula 1: O que aconteceria se Ayrton Senna não tivesse morrido?

Desde o dia 01 de Maio de 1994, o Brasil não sabe o que é ter um ídolo nacional que transcendesse o esporte. Ayrton Senna parava o Brasil aos domingos, levava alegria e sempre levantava a bandeira nacional. O que teria acontecido se o piloto não tivesse morrido na curva Tamburello? Vamos às projeções a seguir.

Fórmula 1: O que aconteceria se Ayrton Senna não tivesse morrido?
Fórmula 1: O que aconteceria se Ayrton Senna não tivesse morrido?

Afinal, o que aconteceria se Ayrton Senna não tivesse partido em 1994?

A temporada de 1994 não estava indo bem e já tinham tido dois abandonos de prova, nas primeiras provas. Entretanto, o companheiro de Ayrton Senna, Damon Hill, disputou o título até a última prova com Schumacher.

Hill era muito pior do que Senna e esse fato já demonstra que Ayrton tinha muita chance de disputar o título.

O carro foi acertado por Adrian Newey durante a temporada e conseguiu chegar à última prova com chances de ser campeão.

Demonstrado essa pequena situação, é importante mostrar mais sobre os planos que Ayrton Senna tinha. A seguir, veremos melhor a evolução até 1999, ano em que o piloto brasileiro planejava se aposentar.

Veja também: Entrevista: Nelson Piquet revela mitos e verdades da carreira

Anos de Williams

Senna planejava correr na Ferrari em 1996, porque tinha planos de conseguir dois títulos com a Williams.

Entre 1994 e 1995 aconteceria um título, porque Ayrton Senna sabia acertar o carro, mas Schumacher ganharia um campeonato com certeza.

Em 1996 e 1997 foram dois títulos da Williams, porém Ayrton poderia correr apenas em uma temporada. O ano de 1996 seria o último dele na equipe e o piloto igualaria Fangio. Ou seja, teria conquistado 5 títulos mundiais.

O que aconteceria depois da Williams: sonho de infância

O sonho de Ayrton Senna era correr na Ferrari e daria para realizar, chegando a equipe em 1997.

Schumacher poderia até ser contratado pela Ferrari, porém seria para continuar o projeto depois que que Senna parasse.

O ano de 1997 seria para desenvolver e a equipe contaria com dois grandes pilotos: Ayrton e Michael Schumacher. Nas temporadas de 1998 e 1999, o título poderia ser disputado com a McLaren, pois era a tendência.

Especialmente o ano de 1999 era aquele em que Senna poderia ter ganho um campeonato, porque a Ferrari disputou o título.

O campeonato teria sido genial porque teria Senna, Schumacher e Hakkinen. Mas o brasileiro seria campeão.

Fechando as contas, teriam sido mais 3 títulos na Fórmula 1. Desses, 2 pela Williams e 1 pela Ferrari, tirando um título de Schumacher. Sendo assim, a tendência seria ver Senna obtendo um número maior de poles que o alemão.

O que Ayrton Senna faria depois da F1?

Correr nos Estados Unidos era a meta e Ayrton contava com a ajuda de Emerson Fittipaldi. Entretanto, Senna iria cuidar da carreira do seu sobrinho, Bruno Senna. Mas, na Fórmula Indy Ayrton não ficaria muito tempo.

Outras categorias poderiam ser tentadas, como por exemplo: DTM, Stock Car, Endurance e até a volta para o Kart.

O fato é que Ayrton Senna continuaria correndo até os seus últimos dias porque ele era um piloto em tempo integral.

Leia ainda: Leclerc vence GP da Itália, segura pressão de Hamilton e põe Vettel “em cheque”

Comments
Loading...