Mais Lidas

Todo mundo comentando

Como fazer cadastro único 2020: saiba como participar do Bolsa Família e outros programa do governo

Não perca nenhum conteúdo de nosso Blog. Clique no botão abaixo e fique atualizado!

Como fazer o cadastro único 2020 – O Cadastro Único 2020 é um instrumento do Governo Federal que tem por objetivo identificar as famílias de baixa renda para possibilitar a elas que participem dos Programas Sociais do Governo Federal como o Bolsa família.

Como Fazer o Cadastro Único 2020

Antes de qualquer coisa, é importante saber que será necessário apenas uma pessoa para falar em nome de todas as demais daquela família. Ela será chamada de Responsável pela Unidade Familiar e tem que ter, no mínimo, 16 anos e, preferencialmente, ser mulher.

Como fazer cadastro único 2020: saiba como participar do Bolsa Família e outros programa do governo
Como fazer cadastro único 2020: saiba como participar do Bolsa Família e outros programa do governo

Portanto, é o Responsável pela Unidade Familiar que vai garantir que as informações passadas durante a entrevista são verdadeiras. Além disso, ele também se compromete a manter os registros atualizados sempre que acontecerem mudanças.

Saiba mais:  Vaga de Emprego: As inscrições para o Concurso Público Itaquaquecetuba estão abertas; confira

Documentos obrigatórios

Para inscrever a família no cadastro único do Governo, o responsável pela unidade familiar deverão apresentar o CPF ou o Título de Eleitor.

Desse modo, as outras pessoas da família deverão apresentar qualquer um dos seguintes documentos:

  1. Certidão de Nascimento;
  2. Certidão de Casamento;
  3. RG;
  4. Carteira de Trabalho;

A propósito, outros documentos também ajudam no cadastro, mas não são obrigatórios:

  • Comprovante de endereço, de preferência a conta de luz;
  • Declaração de Matrícula escola das crianças e jovens até 17 anos. Se não houve esse comprovante, o RF deve informar no nome da escola de cada criança ou jovem;

Cadastro Único 2020 para Famílias Indígenas e Quilombolas.

A única exceção a essa regra fica para as famílias indígenas e quilombolas.

Isso por que, o responsável pela família indígena poderá apresentar, além do CPF ou título de eleitor, o Registro Administrativo de Nascimento Indígena – RANI ou qualquer outro documento de identificação dentre os quais: certidão de casamento, RG e Carteira de Trabalho.

Por outro lado, o RF da família quilombola pode apresentar o CPF, o título de eleitor ou outros documentos de identificação como certidão de casamento, certidão de nascimento, RG, ou carteira de trabalho.

Leia: Cancelado: Concurso IBGE é suspenso; saiba mais

E no caso de pessoas sem documento

Se o RF ou algum membro da família não tiver documento, não há qualquer problema.

Nesses casos, o entrevistar do Cadastro Único deve fazer a entrevistas e orientar a pessoas ou o integrante que não tenha determinado documento, para a sua emissão.

Aliás. se nunca houve registro, a primeira via da certidão e nascimento é gratuita.

Ademais,  cadastro único é um direito para famílias de baixa renda, todavia, enquanto não houver a apresentação dos documentos necessários ele não poderá ser finalizado.