Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

- Publicidade -

Dicas para comprar um carro usado em BH

Use todas as ferramentas existentes para saber se está fazendo um bom negócio!


Não perca nenhum conteúdo de nosso Blog. Clique no botão abaixo e fique atualizado!

Atenção: Siga o Diário Prime no Google News e assine nosso Canal no You Tube!

Comprar um carro usado é como ir à caça ao tesouro. Existem negócios incríveis por aí e, com o surgimento da Internet como uma ferramenta de compras de carros, você tem todas as chances de encontrar um bom negócio em um carro que atenda às suas necessidades e se adapte ao seu orçamento.

Existem muitos incentivos para comprar usados ​​em vez de novos: você economizará dinheiro com seguro de carro, registro, impostos e depreciação, que é a perda no valor de um carro devido ao desgaste ao longo do tempo. Também faz sentido, porque os carros nunca foram tão confiáveis. Não é incomum que alguns veículos não apresentem problemas por mais de 10 mil km. A seguir, conheça algumas dicas importantes para comprar carros usados em BH:

Dica 1 – Defina seu orçamento

Na verdade, existem apenas duas maneiras de comprar um carro em Belo Horizonte: pagar em dinheiro ou tomar um empréstimo. Se você está pagando em dinheiro, o orçamento é bastante simples. Mas não gaste todas as suas economias. Lembre-se de reservar dinheiro para registro e seguro – e possíveis reparos futuros.

A maioria das pessoas faz um empréstimo de carro para proteger suas economias e comprar um modelo mais caro. É inteligente obter aprovação prévia para um empréstimo de carro, porque simplifica o processo de compra e coloca você em uma posição mais forte na concessionária. Você verá mais tarde como a pré-aprovação se encaixa no processo. Use uma calculadora de empréstimo automático para calcular o melhor empréstimo para você. Planeje reduzir cerca de 10% e financiar o carro por três anos. Idealmente, o total de suas despesas mensais com automóveis não deve ser superior a 20% de suas despesas mensais o salário líquido.

Dica 2 – Escolha o carro certo pras suas necessidades

Agora começa a diversão mais incrível: a hora de escolher o seu carro. Reserve um tempo para pensar em como você planeja usar este carro em Belo Horizonte. Por exemplo, se você tem uma família, deseja espaço suficiente para todos, além de amplo espaço para carga. Se a segurança é uma prioridade, consulte sites que apresentem testes de colisão com diferentes modelos de automóveis. Limite o campo fazendo uma lista dos recursos obrigatórios. À medida que avança, crie uma lista de três modelos de carros-alvo para pesquisar em mais detalhes.

Dica 3 – Verifique a confiabilidade e os custos que terá

Todo carro usado é diferente. Alguns foram percorridos mais quilômetros e têm mais desgaste. Mas, em geral, você quer ter certeza de que está escolhendo modelos conhecidos por sua confiabilidade. Isso acontece também com motos usadas. Portanto, vale à pena colocar tudo na ponta do lápis antes de sair comprando ou sonhando com este ou aquele modelo de automóvel. Vale ressaltar: alguns carros são baratos para comprar, mas custam muito a longo prazo por causa de seguros, manutenção, reparos e depreciação.

Dica 4 – Localize bons carros usados

Existem muitos sites que anunciam carros usados ​​e cada site parece ter seu próprio caráter e estilo de publicidade. Consulte aqueles mais conhecidos da sua região e verifique a procedência do vendedor e, também, consulte todos os detalhes dos anúncios, de modo a anotar numa tabela as características, pontos altos e fracos de cada opção encontrada!

Dica 5 – Fique de olho no preço dos anúncios

Depois de encontrar vários carros à venda em sua região – mas antes de inspecioná-los fisicamente – procure por esse modelo de carro em um guia de preços, como a Tabela Fipe. Você pode usar o guia para estimar o valor de mercado do carro real, avaliando sua condição com base em fatores como idade, quilometragem e opções. Depois de ter o preço, se você quiser fazer um acordo, terá as informações necessárias para negociar com eficiência. Ao procurar um preço, inclua as seguintes informações:

  • Ano, marca e modelo: Às vezes, o modelo é chamado de “nível de acabamento”. Por exemplo, ao procurar um Nissan Sentra 2015, o XE é um dos vários níveis de acabamento;

  • Opções: esses são recursos especiais instalados quando o carro foi construído, como um sistema de navegação;

  • Quilometragem: Um carro usado não deve passar dos 20 mil quilômetros para que você faça uma boa compra. Se um carro foi conduzido mais ou menos que isso, o preço é ajustado de acordo;

  • Nível de condição: leia as descrições dos níveis de condição com atenção. A diferença de um carro batido para outro que já passou por sinistro pode ser muito grande. Fique atento a isso!

A maioria dos sites de anúncios oferece vários preços diferentes às vezes para o mesmo modelo de carro. Se você estiver comprando o carro de um revendedor, observe o preço e a comissão que receberá, tentando negociar esse valor. Certifique-se de precificar o seu carro atual se você planeja negociá-lo na troca.

Dica 6 – Verifique a documentação do veículo

Antes de atravessar a cidade para ver o carro em que você está interessado, gere um relatório de histórico do veículo, pedindo ao vendedor a placa do mesmo. Usando o número do RENAVAM do veículo, você pode obter um relatório detalhado do histórico do carro no site do Detran. Essa é uma maneira rápida de saber se você deve considerar seriamente a compra deste carro.

Dica 7 – Contate o vendedor

Um bate-papo rápido responde muitas perguntas e economiza tempo. Primeiro, verifique as informações que você lê no anúncio. Então, aqui estão algumas perguntas básicas a serem feitas: Você é o primeiro dono? Os registros de serviço estão disponíveis? Você tem o documento em mãos e ele está isento de problemas judiciais e/ou multas? Como você definiu o preço pedido? Existe alguma informação importante que não estava no anúncio? Posso pegar o carro após ser inspecionado por um mecânico de minha confiança?

Dica 8 – Teste o carro

Até o momento, você não dirigiu o carro que escolheu. Agora, você não apenas verá se gosta deste modelo, mas também terá que decidir se vale a pena comprar esse carro em particular. A menos que você seja mecânico, não se pode esperar que você inspecione um carro completamente. No entanto, você pode dar ao carro uma inspeção inicial muito boa. Se parecer bom, você poderá solicitar uma inspeção completa com um profissional do ramo. Selecione uma rota de test drive que tenha um pouco de tudo: colinas, calçadas irregulares, curvas e até um trecho de rodovia. Dirija o carro com o rádio desligado – você pode testar isso mais tarde.

Preste atenção às seguintes coisas:

  • Visibilidade: existem pontos cegos?

  • Aceleração e curvas: o carro tem potência suficiente? Como é a direção?

  • Freios: eles são responsivos e previsíveis?

  • Ergonomia: Você pode alcançar facilmente todos os indicadores e controles?

  • Condição mecânica: preste atenção a ruídos ou vibrações incomuns que possam indicar peças ou pneus desgastados da suspensão.

Após o teste, verifique o espaço para das pernas do banco traseiro e a capacidade de carga. Depois de ver tudo isso, chegou a hora de explodir o sistema de som e ver se o seu telefone se conecta via Bluetooth. Divirta-se!

Gostou destas dicas sobre como comprar um carro usado em BH? Aproveite e compartilhe este post com seus amigos!

Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!