Para receber seguro-desemprego trabalhador precisará abrir conta na Caixa, entenda nova regra

0
399
requerimento de seguro desemprego
requerimento de seguro desemprego

Trabalhador e seus direitos– No intuito de reduzir as fraudes no sistema de pagamentos de seguro-desemprego, o Codefat ( Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador) tomou uma importante decisão no último dia 19 de dezembro.

Decidiu que a única forma de pagamento do benefício para o trabalhador desempregado, será o depósito direto em conta, junto à Caixa Econômica Federal.

Assim, foi estabelecido o prazo de 180 dias para que todas as demais modalidades de pagamento do seguro-desemprego deixem de funcionar. A previsão, portanto, para o término, é em junho de 2019.

Links que vão interessar também:

Além de combater as fraudes, a nova medida vai aliviar quanto ao peso das despesas.

Também economizará tempo para realização do pagamento, uma vez que o crédito feito diretamente na conta corrente ou mesmo numa conta poupança do beneficiário, é bem mais simplificado, seguro e rápido. Ou seja, muito mais eficiente, na opinião da coordenação geral do Codefat.

Abertura de conta na Caixa

Trabalhador e seus direitos: Seguro-desemprego / Crédito: José Cruz (Agencia Brasil)
Trabalhador e seus direitos: Seguro-desemprego / Crédito: José Cruz (Agencia Brasil)

Todos os trabalhadores que tiverem direito ao seguro-desemprego terão de abrir uma conta corrente ou conta poupança, junto à Caixa Econômica Federal.

O Ministério do Trabalho informou que pelo menos 55% dos que tiveram seu contrato de trabalho rescindido, já recebem as parcelas do benefício por meio de depósito na Caixa Econômica.

As outras formas de pagamento tais como pelo cartão cidadão ou saque (em espécie) pessoalmente na própria agência bancária, serão eliminados até junho de 2019.

Dessa forma, os dados bancários do beneficiário serão informados logo no momento do requerimento do salário-desemprego. Quem não tiver conta nesse banco estatal, deverá procurar uma agência da Caixa e providenciar a abertura.

Também será possível fazer transferência direta da conta aberta na Caixa, para uma suposta conta que o trabalhador possua em outro banco. No entanto, para controle, será necessário que o recurso caia primeiro na conta aberta ou já existente na Caixa.

Orientação ao trabalhador

O prazo de 180 dias para efetivação do novo procedimento vai dar tempo para órgãos oficiais criarem mecanismos de informação para o trabalhador, afim de se evitar a desorientação. Especialmente daqueles que não têm ou não estão familiarizados com contas bancárias.

Importante lembrar que não haverá mudança quanto aos valores pagos. Eles continuam variando de R$ 954,00 à R$ 1.677,74. As parcelas também permanecem as mesmas, sempre de três a cinco, pagas de forma contínua ou alternada.

Além do empregado demitido, mas que tenha carteira assinada de trabalho, também o pescador artesanal, o doméstico, o trabalhador resgatado de situação análoga à escravidão, e aquele com bolsa qualificação profissional, têm direito ao benefício.

Requerimento do benefício

O portal Emprega Brasil disponibilizou no último dia 20, uma maneira de requerer o benefício online, através do endereço https://empregabrasil.mte.gov.br/.

Portanto o seguro-desemprego pode perfeitamente ser requerido pelo trabalhador, sem precisar de deslocamento.

Conforme dados do IBGE, o número de desempregados bate hoje na casa dos 12,5 milhões de pessoas economicamente ativas no país. E de acordo com o Ministério do Trabalho, perto de 600 mil pedidos de salário-desemprego são registrados mensalmente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here