Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Mais Lidas

Todo mundo comentando

Nubank envia cartas e cria polêmica: de onde vieram os dados utilizados? Entenda

Não perca nenhum conteúdo de nosso Blog. Clique no botão abaixo e fique atualizado!

20 de fevereiro – Desde o ano passado algumas pessoas têm sido surpreendidas com cartas escritas à mão por colaboradores do Nubank. Os tais destinatários seriam potenciais clientes que, por sua vez, estariam sendo convidados a adquirir o cartão e/ou conta da empresa.

Entretanto, uma polêmica tem tomado as redes sociais sobre o assunto. Questionamentos estão sendo feitos sobre como a instituição estaria obtendo esses dados relacionados aos destinatários das cartas; já que tais pessoas não seriam clientes e nem ex-clientes da fintech.

Nubank aborda não clientes por meio de cartas; entenda
Nubank aborda não clientes por meio de cartas; entenda

Leia ainda:

Saiba como bloquear o cartão do Nubank no site e aplicativo

As cartas manuscritas do Nubank para não clientes

O Nubank atingiu a marca de 20 milhões de clientes recentemente.

O número cada vez maior de ações de marketing para ampliar a sua clientela, bem como as vantagens oferecidas em seus serviços e produtos ajudam a explicar o fato.

A empresa também tem procurado abrir o seu leque. Atualmente novas opções são apresentadas aos seus usuários, como por exemplo, o recente anúncio de operações de empréstimo.

Contudo, a ação da empresa envolvendo o envio de cartas escritas à mão (pelos funcionários) para os não clientes, tem sido motivo de polêmica; principalmente nas redes sociais.

O gatilho para a controvérsia começou a partir da divulgação, pelo jornalista Bruno Câmbaro, a respeito de uma carta personalizada da fintech, que lhe chegou às mãos.

Utilizando-se de uma rede social, o jornalista (que afirmou não ser cliente ou ex-cliente do Nubank), fez uma postagem questionando à empresa, sobre como seus dados foram obtidos.

A postagem, por sua vez, viralizou. Foi compartilhada por milhares de pessoas que diziam estar na mesma situação, querendo entender os recursos utilizados pela empresa.

Suspeitas de como a fintech estaria obtendo os tais endereços e demais dados, criou um ar de preocupação a respeito da proteção de dados pessoais.

Leia ainda:

Confira 3 cartões de crédito além do Nubank que não cobram anuidade

O Nubank se posicionou

Após inúmeras pessoas questionarem, a empresa resolveu se posicionar. Emitiu um comunicado utilizando suas redes sociais oficiais. Veja abaixo:

“No Nubank, o envio de cartas é mais um dos canais que usamos para nos comunicar com potenciais clientes. Para o envio das cartas, não temos acesso ao endereço ou nome das pessoas que não são nossas clientes. Mantemos parcerias com empresas que agregam bases de dados cadastrais, as quais são responsáveis pelo envio das comunicações aos potenciais clientes que possam ter interesse nos produtos ou na marca”, informou a fintech.

O Nubank também afirmou em outro comunicado pelas redes sociais, que para o envio de cartas foi realizada uma parceria com a empresa Boa Vista (SCPC), responsável pela cessão de dados como endereços.

O receio dos consumidores

Dado o receio dos consumidores quanto à proteção dos seus dados pessoais, o Nubank afirmou que só tem acesso ao nome e/ou endereço. Sem acesso, portanto, às informações bancárias.

Fez ainda questão de afirmar que isso não afeta em nada o score de crédito do consumidor.

Aqueles que não desejam receber cartas ou mimos da companhia podem acessar os canais da empresa e informar o desinteresse.

Leia ainda:

Saiba como dividir os gastos por categoria no app do Nubank.

Ajude a fazer o Diário Prime News! Tem dúvidas, críticas ou sugestões de pauta? Fale conosco! Mande email para contato@dpnews.com.br  


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!