Minha Casa Minha Vida: saiba como se cadastrar para ter acesso ao programa habitacional

0
108
Minha Casa Minha Vida: saiba como se cadastrar para ter acesso ao programa habitacional
Minha Casa Minha Vida: saiba como se cadastrar para ter acesso ao programa habitacional

8 de novembro de 2019 – O Minha Casa Minha Vida é uma iniciativa do Governo Federal que atende cidadãos inscritos no Cadastro Único, assim, como por exemplo, o Bolsa Família. Oferece condições atrativas para o financiamento de moradias nas áreas urbanas, para famílias de baixa renda.

Dessa forma, são ofertadas boas condições, como juros mais baixos, melhores condições de pagamento, além de subsídios que tornam o parcelamento ainda mais acessível. Saiba como se cadastrar no programa.

Minha Casa Minha Vida: saiba como se cadastrar para ter acesso ao programa habitacional
Minha Casa Minha Vida: saiba como se cadastrar para ter acesso ao programa habitacional

Veja como se cadastrar no Minha Casa Minha Vida

Primeiro, conheça as faixas do programa e veja em qual você se enquadra e as condições oferecidas:

Faixa 1 – Compreende famílias de baixa renda, que recebem até R$ 1.800,00 por mês

Quem está dentro dessa faixa ainda pode receber um subsídio de até 90% do valor do imóvel.

A parcela mensal varia entre R$ 80,00 até R$ 270,00 e o prazo máximo é de 10 anos (120 parcelas).

Faixa 1,5 – Compreende famílias de baixa renda, que recebem até R$ 2.600,00 por mês

Quem estiver nessa faixa, pode receber um subsídio de até R$ 47.500,00 para abater do financiamento.

A taxa de juros é muito baixa, no máximo 5% ao ano e o prazo é de 30 anos, ou seja, dividido em 360 parcelas.

Faixa 2 – Compreende famílias de renda média, que recebem entre R$ 2.601,00 até R$ 4.000,00 por mês

As pessoas dentro dessa faixa podem receber um subsídio de até R$ 29.000,00 para abater no financiamento.

A taxa de juros é bem baixa, 8% ao ano; e o total de parcelas é de 360 ou seja 30 anos.

Faixa 3 – Compreende famílias de renda média, que recebem entre R$ 4.001,00 até R$ 9.000,00 por mês

Quem está dentro dessa faixa não recebe subsídio do Minha Casa Minha Vida, mas tem taxas de juros diferenciadas: 9,16% ao ano; já o total de parcelas é de 360 ou seja 30 anos.

Veja ainda:

Juros menores na Caixa: saiba mais sobre financiar e renegociar dívidas de imóveis com ou sem FGTS

Veja agora os passos para ter acesso ao programa Minha Casa Minha Vida

Procure a prefeitura do seu município

O cadastramento dos interessados em participar do Programa Minha Casa Minha Vida, é feito pela própria prefeitura.

  1. Procurar o órgão responsável da sua área, Assistência Social ou a Prefeitura da sua cidade;
  2. Fazer o CadÚnico, um Cadastro Único do Governo Federal;
  3. Levar os documentos pessoais RG, CPG, Comprovante de Residência, Comprovante de Renda e o número do NIS.

Além desses passos, o órgão responsável poderá solicitar outros documentos, caso necessário.

Possíveis mudanças no Minha Casa Minha Vida

O governo avalia a redução do limite de renda familiar, para ter acesso ao nível 1 do Programa.

Neste caso, apenas famílias com renda até um salário mínimo teriam acesso ao ao subsídio de 90% do valor do imóvel, além de um fator que vai considerar a localização para extensão do benefício de acordo com a localidade.

Leia também:

Minha Casa, Minha Vida: Senado aprova retomada de juros menores para moradias de pessoas de baixa renda

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here