Minha Casa Minha Vida 2020: entenda como funciona o programa habitacional

0
112
Minha Casa Minha Vida: entenda como funciona o programa habitacional
Minha Casa Minha Vida: entenda como funciona o programa habitacional

O programa habitacional Minha Casa Minha Vida 2020 é gerenciado pelo Governo Federal e atua ofertando condições facilitadas de financiamento, para pessoas adquirirem a casa própria em áreas urbanas ou rurais. No entanto, os interessados em participar precisam estar inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais, o CadÚnico.

Além disso, é necessário cumprir os requisitos e estar dentro do perfil de renda determinado pelo programa.

Minha Casa Minha Vida: entenda como funciona o programa habitacional
Minha Casa Minha Vida: entenda como funciona o programa habitacional

Leia também:

Como funciona o Minha Casa Minha Vida 2020

Criado em 2009, o Minha Casa Minha Vida é uma iniciativa do Governo Federal com o objetivo de oferecer melhores condições para o financiamento da casa própria. É destinado a famílias com renda mensal de até R$ 9.000,00 (neste valor máximo a facilidade é com relação ao prazo maior para pagamento, não há, portanto, subsídio).

O programa atua oferecendo maiores e melhores condições de financiamento de imóveis na zona urbana, e, também, na zona rural.

As condições do programa contam com juros baixos, facilidades no pagamento e condições de parcelamento que visam facilitar o negócio. Essas facilidades têm como objetivo proporcionar o acesso das famílias à moradia.

No entanto, as pessoas que querem participar do programa precisam, entre outras coisas, estar dentro dos requisitos, como a questão da renda.

A instituição responsável pelo financiamento é a Caixa Econômica Federal; portanto, se houver adequação com a renda determinada e interesse em participar do programa, basta consultar o site ou se dirigir à agência.

Leia ainda:

Faixas de renda do Minha Casa Minha Vida

Quanto menor a renda de uma família, maior é o subsídio oferecido para a concessão da casa própria, segundo os critérios do programa Minha Casa Minha Vida.

Desse modo, o subsídio do programa é repassado seguindo as seguintes categorias:

  • Faixa 1 – famílias de baixa renda, que tenham renda mensal de até R$ 1.800,00 (subsídio de até 90% do valor do imóvel, assim como também há facilidades no pagamento; as parcelas são divididas em até 120 vezes, ou seja, 10 anos, além da variação de preço entre R$ 80,00 até R$ 270,00);
  • Faixa 1,5 – famílias de baixa renda, que tenham renda mensal de até R$ 2.600,00 (taxa de juros é no máximo 5% ao ano, considerada uma taxa bem baixa. Por outro lado, o prazo de pagamento é em até 30 anos, ou seja, 360 parcelas);
  • Modalidade 2 – famílias de renda média, que tenham renda mensal entre R$ 2.601,00 até R$ 4.000,00 (o prazo é o mesmo da faixa 1,5; no entanto, os juros são de 8% ao ano. Por outro lado, os participantes dessa faixa recebem o subsídio de até R$ 29.000,00 para descontar no financiamento);
  • Faixa 3 – famílias de renda média, que tenham renda mensal entre R$ 4.001,00 até R$ 9.000,00 (a faixa 3 corresponde às condições de juros diferenciadas, pois ele é de 9,16% ao ano. Não possui subsídio, no entanto, o prazo de pagamento é de 30 anos).

Essas são, portanto, as faixas de renda para participação no Minha Casa Minha Vida.

Veja também:

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here