Polícia Federal avisa que Bolsonaro pode sofrer novo atentado

0
96
Eleições 2018: Bolsonaro sob nova ameaça / Fonte: Foto: FÁBIO MOTTA / ESTADÃO

Eleições 2018 – A Direção da campanha à Presidência da República do candidato Jair Bolsonaro (PSL), segundo noticiou o site O Antagonista, estaria muito preocupada. O motivo disso, seria a possibilidade de um novo atentado contra a vida do candidato.

Essa preocupação estaria atrelada a informações recentes, repassadas pela própria inteligência da Polícia Federal. Portanto, a situação exigiria mais atenção aos movimentos de Bolsonaro.

Leia também: Pesquisas eleitorais: você confia nelas?! Nesta semana saem novas apurações para Presidente da República

Eleições 2018 – Lembrança do atentado sofrido recentemente e das cirurgias realizadas

No último dia 06 de setembro, quando participava de um comício em Juiz de Fora, e era carregado nos ombros por populares, Jair Bolsonaro foi atingido com uma faca na altura do abdômen.

Na ocasião, foi socorrido e encaminhado para o hospital Santa Casa. Lá, precisou ser submetido a uma cirurgia de emergência para sobreviver.

Constatou-se então, que o candidato havia sofrido uma grave perfuração no intestino grosso. Assim, foi submetido a uma colostomia temporária. Após isso, foi transferido para o Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

Bolsonaro ainda voltaria ao bloco cirúrgico, durante seu período de internação. Ficando, portanto, impossibilitado de participar dos debates públicos com os outros candidatos, pelas redes de televisão.

Eleições 2018: Nova ameaça contra Bolsonaro /Fonte: r7.com
Eleições 2018: Nova ameaça contra Bolsonaro /Fonte: r7.com

Eleições 2018: Participação em debates

Na última quarta-feira (10), a junta médica que cuida do candidato do PSL, desaconselhou a participação nos debates de segundo turno.

Os médicos devem realizar nova avaliação do quadro de Bolsonaro, na próxima quinta-feira (18). Feito isso, eles dirão se o candidato terá ou não, do ponto de vista clínico, condições para participar dos novos debates presidenciais.

O debate dessa vez seria, exclusivamente, com Fernando Haddad (PT). Oponente que dias atrás chamou o candidato do PSL de mentiroso, por recusar participar de possíveis debates. Chegou a ironizar dizendo que iria “até a enfermaria” para debater com Bolsonaro. 

O certo é que, a cúpula do candidato do PSL, não vê com bons olhos para a campanha, participar de debates nesse exato momento. Muito, inclusive, em face da larga vantagem (59% contra 41%) registrada pela pesquisa de ontem (15) do Ibope.

Eleições 2018 – O perigo em negligenciar avisos

O atentado em Juiz de Fora/MG foi cometido por Adélio Bispo de Oliveira. Ele foi preso em flagrante e encaminhado para presídio federal; que fica na cidade de Campo Grande, Mato Grosso do Sul.

Inicialmente, foi concluído um Inquérito Policial que aponta Adélio como o único envolvido na tentativa de assassinato. No entanto, outro Inquérito, agora um pouco mais amplo, também foi aberto. A investigação prometer detalhar um pouco mais o  fatídico episódio.

Na ocasião do atentado, Bolsonaro, no afã de se aproximar e permitir a aproximação de populares, teria negligenciado avisos; que, inclusive, eram desta mesma natureza: risco de atentado.

O candidato sequer portava coletes de proteção, como em outros lugares chegou a utilizar.

Prisão do autor do atentado

Na audiência de custódia, que é obrigatória e deve ser feita 24 horas depois da prisão, a juíza federal Patricia Alencar Teixeira de Carvalho, da 2ª Vara Federal de Juiz de Fora, converteu a prisão em flagrante de Adélio em prisão preventiva.

A alegação foi de haveria risco à sociedade, e, que, havia clareza quanto a participação de Adélio no delito.

Na sentença, a magistrada declarou:

“Trata-se de delito grave, que revela profundo desrespeito à vida humana e ao Estado Democrático de Direito, notadamente, à liberdade constitucional de manifestação dos ideais políticos, afetando de forma direta no processo eleitoral.”

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here