Nubank desbanca Caixa, Itaú e Banco Inter entre os melhores

0
71
Investidora do Nubank agora mira no mercado argentino. Foto: reprodução

O Nubank foi eleito o melhor banco do Brasil no ranking World’s Best Banks 2019 da Forbes. A fintech, que conta com apenas 850 funcionários desbancou outros bancos brasileiros, como o Banco Inter, o Neon, a Caixa Econômica Federal e o Itaú Unibanco. A pesquisa também revelou que o banco digital está entre as instituições financeiras mais prestigiadas do mundo.

Nubank desbanca Caixa e Itaú e é eleito o melhor banco do Brasil. Foto: reprodução
Nubank desbanca Caixa e Itaú e é eleito o melhor banco do Brasil. Foto: reprodução

Por que o Nubank é o melhor banco?

A pesquisa ouviu mais de 40 mil consumidores de 23 países diferentes. Segundo a Forbes, os bancos foram avaliados em termos de satisfação geral, atendimento ao cliente, confiança, empréstimos, serviços digitais e consultoria financeira.

O Nubank chegou recentemente à marca de mais de 6 milhões de clientes, com programas de benefícios exclusivos, além de oferecer conta digital sem tarifas. Seu serviço mais recente é o empréstimo pessoal.

A conta digital NuConta, que também é isenta de tarifas, bateu 3 milhões de usuários e recebeu novas funcionalidades, que inclui débito e saque e com rendimentos maiores do que a poupança.

O banco digital também estreou um recurso de agendamento de pagamentos e boletos para seus clientes do NuConta.

Diga-se de passagem, este é o segundo prêmio internacional nas últimas semanas, sendo que a fintech também foi eleita pela revista Fast Company como a empresa mais inovadora da América Latina – além de ser a única latino-americana a aparecer no ranking mundial das 50 Most Innovative Companies.

Links que vão interessar também:

Confira o ranking dos melhores bancos nacionais

Confira como ficaram os outros bancos brasileiros na lista do ranking:

  • 1º – Nubank
  • 2º – Banco Inter
  • 3º – Neon
  • 4º – Caixa Econômica Federal
  • 5º – Itaú Unibanco

Investimentos do Nubank

O banco digital anunciou que captou R$ 500 milhões por meio de um Fundo de Investimentos em Direitos Creditórios (FIDC) para financiar o portfólio de recebíveis de cartão de crédito da empresa.

É a segunda operação desde tipo realizada pela fintech, que já havia captado R$ 250 milhões em dezembro de 2017.

“Mais uma vez, tivemos uma grande demonstração de confiança do mercado. Na nossa primeira captação por FIDC, tínhamos 3 milhões de clientes. Hoje, já são mais de 6 milhões. A diversificação das nossas fontes de financiamentos é muito importante para continuarmos com nosso crescimento de forma sustentável e em ritmo acelerado”, afirma Gabriel Silva, CFO do Nubank.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here