Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Mais Lidas

Todo mundo comentando

SPC e Serasa: negativação pode continuar mesmo após parcela da negociação paga?

Não perca nenhum conteúdo de nosso Blog. Clique no botão abaixo e fique atualizado!

23 de fevereiro – A negativação dos órgãos de proteção ao crédito como SPC e Serasa traz muitos problemas para o consumidor, tornando-se um impeditivo para uma série de transações na praça.

Para resolver isso, é necessário o pagamento da dívida, ainda que seja de forma parcelada. Ao se pagar a primeira parcela, a empresa deve levantar a inscrição do nome do consumidor, ou seja, retirar a negativação de seu nome dos birôs de crédito.

Contudo, não raro as empresas não realizam o levantamento da inscrição, o que pode gerar graves consequências. Veja abaixo.

SPC e Serasa: negativação pode continuar mesmo após parcela da negociação paga?
SPC e Serasa: negativação pode continuar mesmo após parcela da negociação paga?

Leia ainda:SPC e Serasa: dívida com honorários de advogado pode sujar o nome.

O acordo de parcelamento de dívida no SPC e Serasa

O acordo parcelado de uma dívida que foi parar no SPC e Serasa é uma maneira de se eliminar o débito existente.

Para isso muitas vezes é feito um acordo para efetivar o pagamento. E essa quitação geralmente é realizada no formato de parcelas.

Ora, portanto, a negativação do nome não pode continuar após a parcela da negociação da dívida ser paga.

Leia ainda:Nome sujo no SPC e Serasa? Empresa oferece opção de cartão de crédito; confira.

Dessa maneira com o acordo e o respectivo pagamento da primeira parcela, a inadimplência desaparece. Em outras palavras, isso significa, como dito antes, que o nome do devedor não pode mais ficar negativado no SPC e Serasa por conta dessa dívida.

A partir desse momento o que existe é um novo acordo, e, portanto, não poderá haver nenhuma restrição nos órgãos de proteção ao crédito, enquanto as parcelas estiverem sendo pagas em dia.

Não precisa esperar o pagamento da última parcela do acordo

A empresa credora não pode forçar o devedor a quitar todas as parcelas para ter seu nome retirado do banco de dados dos órgãos de proteção ao crédito.

Caso o credor se recuse a tirar o nome do devedor dos cadastros negativos, mesmo após acordo de renegociação e pagamento da primeira parcela, caberá até um processo de indenização por danos morais.

Manutenção indevida de negativação perante SPC e Serasa

Além disso a empresa credora tem o prazo de 5 dias úteis, previstos em lei, para tirar a negativação do devedor dos órgãos de restrição de crédito.

Leia ainda:Serasa Limpa Nome: confira como saber qual cidade o caminhão vai visitar.

Ademais deve-se guardar uma cópia do documento de acordo da dívida e o comprovante de quitação da primeira parcela.

Isso servirá como prova para se apresentar na Justiça caso se resolva mover uma ação.

 

Ajude a fazer o Diário Prime News! Tem dúvidas, críticas ou sugestões de pauta? Fale conosco! Mande email para contato@dpnews.com.br  


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!