SPC Brasil: cresce o número de empresas inadimplentes

0
270
SPC Brasil: cresce o número de empresas inadimplentes
SPC Brasil: cresce o número de empresas inadimplentes

02 de dezembro – Uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em conjunto com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostra que o número de empresas inadimplentes vem crescendo ao longo do ano. Só em outubro, 5,55% delas estavam com dívidas médias de R$ 5.562. O que faz com que os casos de endividamento sejam a segunda maior alta desse ano.

No Brasil, mais da metade (56%) das empresas negativadas possuem pendências que ao serem somadas chegam a R$ 1.000,00 (mil reais) em média, por empresa. A maior parte das dívidas são com o setor de serviços. Por outro lado, os números desse ano são menores se comparados a 2018, onde a alta chegou a 7,26% em relação ao crescimento de empresas negativadas em birôs como SPC Brasil.

José Cesar da Costa, presidente da CNDL, acredita que embora os números tenham reduzido, a crise se mantém devido ao enfraquecimento econômico, e isso acaba por prejudicar o faturamento das empresas.

“A dificuldade dos empresários em manter os compromissos financeiros em dia está relacionada ao crescimento modesto da economia. Apesar de a economia dar sinais de recuperação e a inflação se manter controlada, assim como os juros em menor patamar, há uma considerável distância entre os níveis atuais de atividade e os que antecedem a crise”, analisa Costa.

SPC Brasil: cresce o número de empresas inadimplentes
SPC Brasil: cresce o número de empresas inadimplentes

Setor de serviços é o maior responsável por negativação, afirma o SPC Brasil

Os indicadores da pesquisa revelam que 70% das pendências dessas empresas são devidas junto ao setor de serviços. Assim, em outubro o crescimento foi de 8,51%. Já o comércio teve alta de 2,90% da parcela de endividamento, seguido pelo setor industrial com 2,89%.

As dívidas contraídas na área de serviços, incluem bancos e financeiras que respondem sozinhos por 70% das pendências em nome de pessoas jurídicas, enquanto o comércio fica com a fatia de 17% e a indústria com 12% do total de dívidas em aberto, conforme informações do site do SPC Brasil.

Veja ainda: Saiba como e o que fazer para solicitar um empréstimo para seu negócio

Região Sul do país é a mais endividada

A pesquisa do SPC Brasil também fez o levantamento da quantidade de empresas endividadas por regiões do Brasil. Então, em comparação ao ano passado a região Sul teve um aumento de 8,30% em relação ao número de pessoas jurídicas negativadas.

O Sudeste seguiu em segundo lugar no ranking de atraso com 6,59% de crescimento; o Centro-oeste (2,84%) e Norte (4,24%).

Leia ainda: Saques do PIS/Pasep e FGTS vão auxiliar a economia do Brasil a crescer

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here