SPC Brasil: 50% dos consumidores pretendem comprar na Black Friday

0
9
SPC Brasil: consumir na Black Friday só com descontos realmente bons
SPC Brasil: consumir na Black Friday só com descontos realmente bons

29 de novembro de 2019 – Uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em conjunto com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) revelou que 50% dos brasileiros consumidores pretendem comprar nesta Black Friday. Mas para 39% desses consumidores as comprar no dia da Black Friday precisam ter descontos que realmente estejam valendo a pena.

As promoções nas lojas brasileiras estarão disponíveis no dia 29 de novembro. Esta será a 10ª edição da Black Friday no país. Ao longo dos anos a data se consolidou como uma das mais importantes para o varejo. No entanto, o consumidor também começou a se tornar mais rigoroso em relação ao valor das promoções para não ser enganado.

Os dados do SPC Brasil e da CNDL revelam que quatro em casa dez (39%) brasileiros só irão adquirir algum bem caso o valor esteva relativamente mais baixo que a média. Pois muitas vezes empresas maquiam seus valores para insinuar que os preços estão baixos. Assim, o consumidor na ânsia de comprar o produto desejado, pode acabar por não fazer um bom negócio.

O levantamento ainda mostra que a vontade dos consumidores de participar deste evento cresceu cerca de 11% se comparado aos percentuais de 2018. Mas cerca de 11% afirmaram não pretender gastar dinheiro participando da ação.

SPC Brasil: consumir na Black Friday só com descontos realmente bons
SPC Brasil: 50% dos consumidores pretendem comprar na Black Friday

Segundo a pesquisa do SPC Brasil, 91% dos entrevistados fazem pesquisa de preços antes da data da Black Friday

A decisão da compra vai levar em consideração pesquisas de preços realizadas um tempo antes pelos próprios consumidores. 91% dos entrevistados pelo SPC Brasil, revelaram que fazem esse tipo de levantamento para que no dia da promoção possam comprovar se estariam fazendo um bom negócio. Ou seja, que os preços realmente estejam bem mais baixos que o normal.

Levando em consideração consumidores que buscam informações sobre as ofertas, 40% afirmou que olhariam os preços a menos de 30 dias da Black Friday. Além disso, 28% fariam pesquisas com um mês de antecedência. E apenas 11% afirmam que pesquisaria pelo menos 2 meses antes. Entretanto, outros 13% só deixariam para fazer a verificação do preço no dia do evento.

Veja ainda: Cartão de crédito Bradesco lançará recurso que mostra limite de compra disponível

Para evitar negativação é aconselhável ser prudente nas compras da Black Friday

Muitos consumidores aproveitam o dia de promoções para renovar roupas, acessórios para casa, troca de celular entre outras coisas. Porém, muitos se empolgam nas compras e só percebem que ficarão endividados ao observar a fatura de cartões de crédito.

O perigo de ter o nome inserido em birôs de crédito como o SPC Brasil, se dá quando o consumidor perde o controle de seus gastos mensais. Assim, muita gente acaba com o nome sujo no SPC e Serasa.

Os especialistas em gestão financeira recomendam que se faça uma lista das prioridades a serem adquiridas e também de um valor limite, ou seja, um teto de gastos tanto para as compras à vista quanto as parceladas.

É indicado também não comprometer mais do que 10% do orçamento mensal em parcelamento no cartão de crédito.

Leia ainda: Fintech do Bradesco oferece cartão de crédito com cashback e mimos; saiba mais

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here