SPC/Serasa: cobrança e ações jurídicas ainda podem ocorrer depois de 5 anos? Entenda

0
177
SPC/Serasa: cobrança e ações jurídicas podem ocorrer depois de 5 anos; entenda
SPC/Serasa: cobrança e ações jurídicas ainda podem ocorrer depois de 5 anos?

05 de janeiro – O SPC e Serasa são serviços de proteção ao crédito, que funcionam por meio de um banco de dados. Armazenam informações de dívidas ou adimplências (o que foi proposto em acordo ou contrato e foi quitado) de pessoas físicas e jurídicas. No entanto, de acordo com a lei, após cinco anos de dívida ativa, empresas credoras devem retirar o CPF do devedor, da lista de restrições desses órgãos (SPC /Serasa).

Contudo, é importante reforçar que, mesmo com a retirada dos dados da situação de restrição ao crédito, a dívida continua existindo. Não há nenhuma mudança prevista em lei sobre o assunto.

Leia mais:

SPC/Serasa: cobrança e ações jurídicas podem ocorrer depois de 5 anos; entenda
SPC/Serasa: cobrança e ações jurídicas podem ocorrer depois de 5 anos; entenda

Restrições no SPC e Serasa acabam em cinco anos, mas cobrança pode ser feita até por vias judiciais

Como apontado de início, a inscrição nos birôs de consulta como o SPC e Serasa deixa de existir, mas a empresa credora pode sim continuar com a cobrança, mesmo após 5 anos.

Além disso, a cobrança pode ser continuada em eventuais processos jurídicos contra o devedor, caso ele não faça um acordo com a empresa credora.

O que acontece é que muitas vezes o valor devido é muito baixo e, assim, as empresas credoras não têm interesse em levar a cobrança para uma esfera jurídica, por conta dos custos com o processo que, em geral, são bem maiores que os valores das dívidas.

Entretanto, em situações onde envolvam um fiador ou até mesmo uma garantia real, muito comum em operação de empréstimos e financiamentos, é bem provável que a cobrança se dê por meio jurídico.

Assim, o bem dado em garantia pode ser tomado pela empresa credora ou o fiador ser cobrado judicialmente.

Cuidar do CPF é fundamental para obtenção de crédito

Quando alguém deseja fazer um cartão de crédito ou um empréstimo, as lojas constantemente fazem consultas de análise de crédito antes de disponibilizar os produtos.

Com a busca é possível identificar pendências que estejam associadas ao usuário no SPC e Serasa; e, se constatado a existência de dívidas no CPF, as chances para liberação de crédito caem drasticamente.

Como sair do vermelho?

Várias empresas oferecem opções para que o cliente consiga quitar sua dívida com um bom desconto.

Uma boa forma de procurar oportunidades de negociação é através da Plataforma Serasa Limpa Nome.

Assim, para quem quer renegociar suas dívidas nesta plataforma on-line é possível descobrir os valores negativados e obter oportunidades para quitar sua dívida.

É possível realizar acordos que vão de pagamentos parcelados até descontos que podem chegar a 98%.

O número de inadimplentes ainda segue alto no Brasil, chegando em 63,2 milhões de pessoas; sendo 28% deste valor de dívidas bancárias e cartões de créditos.

Leia ainda:

Bancos Santander e Bradesco oferecem empréstimo sem consulta ao SPC/Serasa

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here