Novo golpe do FGTS via WhatsApp pode sujar nome no SPC e Serasa

0
23
spc-serasa-golpe-fgts

O saque do FGTS representa um alívio financeiro considerável, ainda mais para aqueles que estão  com dívidas. Esse dinheiro extra pode ser usado para quitar os débitos e colocar as contas em dia. Entretanto, pessoas mal- intencionadas tem-se aproveitado para aplicar golpes envolvendo o FGTS, via WhatsApp. Com essa fraude o nome do consumidor pode até ir parar no SPC e Serasa. Veja mais.

Saiba mais:Nome limpo no SPC e Serasa em até 2 dias: novo projeto de lei pretende ajudar consumidor; saiba mais.

Como é o golpe do FGTS no WhatsApp, que pode acabar sujando nome no SPC e Serasa?

spc-serasa-fgts-golpe-whatsapp
Novo golpe do FGTS via WhatsApp pode sujar nome no SPC e Serasa

Segundo informações de um laboratório especializado em segurança digital, a  Psafe, mais de 100 mil pessoas, em somente dois dias, já caíram no golpe do FGTS pelo WhatsApp. Devido ao roubo de dados, elas podem sofrer fraude no CPF e ficarem com nome sujo no SPC e Serasa.

Saiba mais:Empréstimo pessoal: aplicativo permite pessoas com CPF restrito no SPC/Serasa obterem crédito.

A Psafe é uma startup que atua com o desenvolvimento de aplicativos de segurança. Assim sendo, ela oferece soluções tecnológicas para tornar as transações financeiras em aplicativos mais seguras e com menos chances de serem fraudadas, por exemplo.

Ademais, além de ter circulado pelo WhatsApp, o novo golpe também tem sido aplicado por meio de SMS e de e-mail.

Aliás, as perguntas utilizadas na abordagem são semelhantes a:  “Deseja sacar todo o seu FGTS?” ou ainda “Você sacou algum valor do FGTS nos últimos 3 meses?

Na mensagem, aparecem também alguns links. O consumidor, por sua vez, é instigado a clicar em um deles.

Posteriormente, a pessoa é direcionada para uma nova página, que o estimula a compartilhar a mensagem falsa no WhatsApp,para mais 10 amigos.

Com efeito, a promessa é que, após fazer isso, o saque no FGTS será liberado.

Outro golpe envolvendo FGTS

Uma empresa de segurança digital chamada ESET informou ainda um outro golpe que tem sido aplicado.

Nesse novo golpe, divulga-se uma informação falsa falando a respeito de um pagamento retroativo de R$1.760 referentes ao FGTS do cidadão.

Segundo a referida empresa, mais de 100 mil pessoas clicaram no link da mensagem falsa.

Além de clicar no link, os golpistas induzem as pessoas a fornecerem seus dados pessoais e compartilhar o link com mais 5 amigos.

Novamente aqui, a promessa se repete, com esse procedimento a vítima estaria liberando o acesso à lista de confirmação e receberia o benefício. Mas é tudo falso.

Além disso, para incrementar o golpe, os fraudadores mostram (falsos) depoimentos no Facebook, a fim de mostrar que a informação é supostamente verdadeira.

Negativação no SPC e Serasa costuma ser uma consequência desses golpes ligados ao FGTS

Os dois golpes são pertencentes à modalidade de phishing, que consiste na obtenção de dados e senhas, através de links falsos que mandam o consumidor para sites maldosos.

Com essas informações em mãos, os delinquentes se passam pelas vítimas e podem contrair dívidas no CPF do cidadão.

E como consequência, o nome da vítima pode acabar sendo negativada no SPC e Serasa.

Saiba mais:Empréstimo e Cartão de Crédito: Banco Pan oferece opção a quem tem CPF com restrição no SPC e Serasa.

Assim sendo, tendo em vista os danos e a repercussão, a Caixa se pronunciou relembrando que jamais envia link e tampouco solicita confirmação de dados via e-mail ou WhatsApp.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here