Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

SPC: confiança do consumidor cai em novembro e pode esfriar compras de fim de ano


Não perca nenhum conteúdo de nosso Blog. Clique no botão abaixo e fique atualizado!

20 de dezembro – Levantamento realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) aponta que no mês de novembro o indicador de confiança do consumidor marcou 47,2 pontos, ficando abaixo do que foi registrado em janeiro deste ano, no qual registrou 49,0 pontos.

A queda do índice pode “esfriar” o consumo neste fim de ano. De acordo com o economista Fabrício Fernandes, as pessoas estão receosas em se comprometer com gastos frente à instabilidade econômica.

“Apesar da liberação do FGTS e do 13º do Bolsa Família, por parte do governo, a insegurança financeira, por conta do alta taxa de desemprego e agora com o aumento da inflação de itens do consumo diário das famílias, como a carne bovina, combustível, energia elétrica e o gás de cozinha, levam as pessoas a serem cuidadosas com os gastos e a não quererem se comprometer com dívidas futuras”, informou Fernandes.

Leia ainda:

Continuidade do Minha Casa Minha Vida é ameaçada por falta de recursos; saiba detalhes

Índice de confiança do consumidor cai em novembro, aponta CNDL/SPC
Índice de confiança do consumidor cai em novembro, aponta CNDL/SPC

O que diz a pesquisa do SPC

A pesquisa informa que 27% dos consumidores estão positivos quanto ao futuro da economia, sendo os principais motivos a percepção de melhora nos indicadores econômicos (38%), a concordância com as medidas tomadas pelo atual governo (36%) e a confiança da estabilidade política (34%).

Por outro lado, 27% não está muito confiante, principalmente devido aos elevados preços (49%), desemprego (44%), a discordância com as medidas econômicas tomadas pelo governo (42%) e a instabilidade política (32%).

Além disso, o SPC aponta que 46% dos consumidores consideram que a sua vida financeira está regular. Para 37% a situação é negativa, enquanto 17% acreditam ter uma vida financeira boa.

SPC: saiba como administrar as finanças

O alto custo de vida (54%), desemprego (17%) e o endividamento (14%) são os principais motivos que levam o consumidor a ficar pessimista quanto a vida financeira.

Para muitos, as despesas que mais sofreram aumento foram a conta de luz (91%), supermercados, padaria e mercearia (86%), combustíveis (83%), medicamentos (76%) e vestuário (73%).

O SPC ainda aponta que 13% dos consumidores gastam, em média, R$ 623,40 a mais do que deveriam. Sendo assim, para mudar esse quadro é necessário que o brasileiro crie o hábito de administrar as finanças.

Para não ter o nome inscrito no SPC/Serasa é preciso analisar todos os gastos e fazer um levantamento para decidir o que cortar, quanto economizar e onde investir o dinheiro.

Além disso, quando o assunto é cartão de crédito, o ideal é utilizar com cuidado para não exagerar nas dívidas, sempre que possível fazer compras à vista e de maneira planejada.

Afinal, é preciso controlar os gastos para ter uma reserva financeira caso apareçam despesas emergenciais ou imprevistos.

Aplicativos que auxiliam o monitoramento das finanças

O descontrole financeiro é uma das causas de endividamento. Alguns aplicativos permitem que o usuário aprenda a administrar melhor as finanças, tais como o Minhas Economias.

A principal função desse aplicativo é gerenciar finanças. A partir dele o usuário pode organizar as contas, os gastos diários e criar orçamentos. O cadastro é gratuito e anônimo, precisando apenas de um e-mail válido. Além disso, o aplicativo não realiza movimentações financeiras.

Outro aplicativo que ajuda no controle dos gastos é o Minhas Despesas. A plataforma é totalmente gratuita, permitindo que o usuário acompanhe e registre as movimentações realizadas durante o mês. Está disponível para android e iPhone.

Uma das vantagens do Minhas despesas é a praticidade e possibilidade de realizar o controle financeiro em qualquer lugar.

Leia ainda:

Não se confunda: entenda a diferença entre Nu Pagamentos e Nu Financeira do Nubank

Ajude a fazer o Diário Prime News! Tem dúvidas, críticas ou sugestões de pauta? Fale conosco! Mande email para contato@dpnews.com.br  


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!