Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Mais Lidas

Todo mundo comentando

Caixa possui duas formas de empréstimos sem consulta ao SPC e Serasa; confira

Não perca nenhum conteúdo de nosso Blog. Clique no botão abaixo e fique atualizado!

SPC/Serasa – A Caixa Econômica Federal, como banco público, é canal do Governo Federal para atuar como fomentadora da economia no país. Ela é operadora de vários projetos sociais, tais como: FGTS, o Minha Casa Minha Vida, PIS-Pasep dentre outros. Então é razoável que ela  possa oferecer alguns modos de empréstimos aos consumidores, procurando alcançar também os milhões de brasileiros, que estão no momento com seus nomes no SPC e Serasa.

Números alarmantes de endividamento no SPC e Serasa

Número alarmante de negativados no SPC/Serasa
Número alarmante de negativados no SPC/Serasa

Segundo a última pesquisa trazida a público pelo Serasa Experian, são mais de  63 milhões de brasileiros com seus nomes negativados.

Desse modo, tem-se um assustador recorde que, de fato, provoca consequências ruins no mercado. São mais de 40% das pessoas adultas no Brasil que estão inadimplentes.

O registro do nome e CPF de devedores em órgãos de proteção ao crédito como Serasa e SPC, como fartamente conhecido, inviabiliza o crédito na praça. E se isso é um problema para os inadimplentes, também é problema para o mercado como um todo.

Com efeito, é ruim o afastamento de um contingente tão importante de consumidores  do mundo das compras à prazo e do crédito em geral. Tudo pela desconfiança dos agentes financeiros.

Atuação da Caixa oferecendo empréstimos sem consulta ao SPC/Serasa

Caixa possui duas formas de empréstimo sem consulta ao SPC/Serasa
Caixa possui duas formas de empréstimo que se enquadram a negativados no SPC/Serasa

Como se percebe, cresce a necessidade pela existência de mecanismos ou produtos inteligentes, que contemplem essa coletividade, que, por sua vez, segue fora das compras a prazo ou de empréstimos para soluções urgentes.

Nesse sentido, a Caixa parece atender a essa demanda, sem afrouxar na necessidade de ter segurança nas suas operações.

Em síntese, existem garantias suficientes que sustentam a atividade de empréstimos de valores em duas modalidades. São elas:

1 – Penhor de bens

Uma modalidade mais antiga usada para emprestar dinheiro sem se fazer qualquer consulta ao SPC e Serasa é o Penhor.

Por esse meio o consumidor poderá receber determinada quantia em dinheiro, e, assim, deixar algum bem penhorado, sob a guarda do banco, em uma agência da Caixa.

Portanto, tudo é feito através de uma avaliação do bem, que pode ser ouro de 12 quilates pelo menos, relógios, metais nobres, pérolas, carros e outros itens de valor.

A título de  empréstimo, o cliente pode chegar a receber 100% do valor real do bem penhorado. E, desse modo, utilizar o dinheiro emprestado para resolver questões urgentes ou mesmo quitar uma dívida para retirar a negativação do nome junto ao SPC/Serasa.

Mais à frente, é possível resgatar o bem penhorado, pagando pelo empréstimo contraído.

2 – Crédito com garantia do FGTS

Também existe uma modalidade de empréstimo mais recente, que pode ajudar os negativados no SPC/Serasa. Surgiu ainda em setembro do ano passado.

Diferentemente dos outros consignados que contemplam apenas funcionários públicos, aposentados e pensionistas do INSS, aqui também são contemplados os trabalhadores comuns; no entanto, que possuem carteira de trabalho.

O FGTS do empregado servirá como garantia do negócio. Logo, a Caixa fará um contrato com o cliente emprestando o equivalente a 10% do saldo existente na sua conta vinculada de FGTS.

Mas pode acrescentar mais 40% pertinentes à multa rescisória em caso de demissão do empregado.

Desse modo, na prática, até 50% do FGTS do trabalhador podem ser emprestado sem nenhuma consulta ao SPC e Serasa. Isso é visto caso a caso.

O limite para pagamento é de até 48 meses (4 anos). Já o desconto das parcelas é direto na conta do cliente, como acontece nos empréstimos consignados.

Possível saída para o negativado

Essas duas modalidades de crédito para negativados no SPC e Serasa podem ajudar bastante a quem está endividado. Melhor ainda se houver uma reeducação financeira por parte do consumidor.

Porém, a melhor coisa a fazer, conforme ensinam os especialistas, é se valer desses recursos de forma inteligente. Dando preferência por se pagar as dívidas mais caras como as de cartão de crédito e cheque e especial. Para, desse modo, dormir melhor com o nome finalmente limpo.

Ajude a fazer o Diário Prime News! Tem dúvidas, críticas ou sugestões de pauta? Fale conosco! Mande email para contato@dpnews.com.br  


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!