MEI: Sebrae vai ser fiador para empreendedores pegarem empréstimo

0
803
MEI: Sebrae vai ser fiador para empreendedores pegarem empréstimos
MEI: Sebrae vai ser fiador para empreendedores pegarem empréstimos

Com a crise provocada pela pandemia do coronavírus, diversas empresas vem enfrentando problemas de caixa, em especial quem é MEI. Dificuldades, especialmente, para honrar com seus compromissos, principalmente com os salários.

Apesar de o governo ter anunciado uma linha de crédito emergencial, voltada a ajudar pequenas e médias empresas, cerca de 60% dos empreendedores não estão conseguindo contratar o empréstimo junto aos bancos. Seus pedidos vêm sendo negados, segundo levantamento do Sebrae.

De acordo com o Banco Central, por conta da crise, existe um risco maior de inadimplência e, assim, o mercado financeiro fica reticente na aprovação de linhas de empréstimos.

Desse modo, como forma de ajudar as micro e pequenas empresas, onde se encaixam os que estão classificados como MEI (Microempreendedor Individual), o Sebrae informou que vai fortalecer o seu fundo de aval (funcionando como um avalista dos empreendedores) para assim, possibilitar um aumento das operações de crédito. Saiba mais a respeito.

MEI: Sebrae vai ser fiador para empreendedores pegarem empréstimos
MEI: Sebrae vai ser fiador para empreendedores pegarem empréstimos

Como o MEI pode se beneficiar do fundo de aval do Sebrae

De acordo com o Sebrae, uma das grandes dificuldades de quem tem um pequeno negócio, como um MEI, para conseguir um empréstimo é a exigência de garantias feitas pelas instituições financeiras.

Portanto, a instituição informou que vai destinar pelo menos 50% da sua arrecadação para o seu fundo de aval, que funciona como espécie de garantia para os bancos aprovarem empréstimos às empresas.

Esse fundo de aval do Sebrae prevê a injeção de R$ 1 bilhão em garantias às micro e pequenas empresas possibilitando que os micro e pequenos negócios possam conseguir até 12 bilhões em crédito junto aos bancos.

O fundo de aval disponibilizado pelo Sebrae pode alavancar empréstimos no valor de 8 a 12 vezes o seu patrimônio, certamento um grande auxílio para quem é MEI.

Confira o vídeo:

O Fampe

O Fundo de Aval da Micro e Pequena Empresa (Fampe) funciona complementando as garantias exigidas de acordo com os limites de faturamento definidos.

Entretanto, cabe à instituição financeira conveniada ao Sebrae realizar todo o processo de concessão de financiamento.

Condições limites

O fundo de aval pode garantir, de forma complementar, até 80% de um financiamento junto a uma instituição financeira conveniada.

No entanto, é importante lembrar que, quanto maior for a garantia oferecida pelo empreendedor, mais facilidade ele terá em conseguir negociar o percentual restante, através do Fundo de Aval.

Confira a tabela com os limites estabelecidos

Qual o valor de garantia que o MEI pode se beneficiar?

Normalmente quando um banco que faz uma análise de uma operação de crédito, exige garantias para a liberação do valor.

Digamos que o MEI queira pegar 30 mil junto a um banco, mas para liberar, a instituição exija uma garantia no mesmo valor do empréstimo.

O fundo de aval do Sebrae pode garantir até 80% desse valor, ou seja, R$ 24 mil.

Dessa forma, o MEI só teria que apresentar R$ 6 mil em garantia (20% do total).

Onde o MEI pode buscar esse auxílio financeiro do Sebrae?

  • Banco do Brasil;
  • AgeRio;
  • Bradesco – apenas para franquias;
  • Santander – apenas para franquias.

Pesquisa do Sebrae: grande parte das empresas viu faturamento cair; para MEI os desafios são ainda maiores

A pesquisa do Sebrae que foi feita para medir o impacto da pandemia do coronavírus nos pequenos negócios (entre os dias 3 e 7 de abril), observou que 88% dos empreendedores teve queda no faturamento.

A queda foi bastante significativa, pelo menos 75% em média.

Além disso, a previsão é que elas só consigam permanecer fechadas por mais 23 dias.

Pelo menos 62% dos negócios interromperam temporariamente as atividades ou fecharam as portas definitivamente.

Para quem é MEI, que geralmente já lida com pouca reserva financeira ou acesso a linhas de crédito, os desafios de sobreviver a crise causada pela pandemia são ainda maiores.

Contudo, pode contar com o apoio de instituições, como o Sebrae, pode significar toda a diferença na luta pela sobrevivência no mercado.

Uma boa forma de direcionar os recursos de um empréstimo é pode modernizar a empresa possibilitando que ela possa oferecer seus produtos e serviços de forma online.

Leia ainda:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here