Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Como preencher a guia de pagamento do INSS corretamente para não ter prejuízo; confira


Não perca nenhum conteúdo de nosso Blog. Clique no botão abaixo e fique atualizado!

18 de janeiro – Existem segurados da Previdência Social que se enquadram na categoria de contribuintes individuais. Por essa razão eles próprios ficam encarregados de fazer o recolhimento da contribuição mensal do INSS. Aliás há duas formas de fazer esse pagamento: emitindo a respectiva guia no site da entidade ou então comprando o carnê apropriado em papelaria. Todavia, qual será o jeito correto de preencher a guia de pagamento do INSS para não pagar errado e acabar tendo prejuízo?

Leia ainda:INSS solicita a 500 mil segurados entrega de documentos extras para receber benefício; confira.

Como preencher a guia de pagamento do INSS que é emitida no site da entidade?

inss-gps-como-preencher
Como preencher a guia de pagamento do INSS corretamente para não ter prejuízo; confira

Para que seja possível utilizar o sistema que faz o cálculo do valor que será pago e também emitir a guia de pagamento do INSS via internet, o contribuinte deverá acessar o seguinte site: www.inss.gov.br/servicos-do-inss/calculo-da-guia-da-previdencia-social-gps/.

Leia ainda:Conheça as novas faixas de contribuição ao INSS para 2020.

Ademais, em seguida será preciso que o segurado informe o NIT (Número de Inscrição do Trabalhador), que nada mais é do que o código usado pela Previdência para identificar o segurado.

A propósito, ele corresponde a mesma numeração do PIS (Programa de Integração Social) e em muitas ocasiões vem anotado na carteira de trabalho.

Onde se lê “Categoria”, o próprio sistema identificará automaticamente o trabalhador como “contribuinte individual”. Entretanto pode ser o caso de um contribuinte facultativo, então precisa ficar atento e fazer a troca no sistema.

Entenda: o contribuinte facultativo é aquele maior de 16 anos que se filia ao Regime Geral da Previdência Social pagando contribuição e que não exerce atividade remunerada que obrigue o enquadramento como segurado obrigatório do INSS ou de algum Regime Próprio de Previdência Social (caso de funcionário público).

Exemplos de contribuintes facultativos são a dona de casa e o estudante.

Portanto sendo contribuinte facultativo será preciso efetuar essa alteração ali mesmo no preenchimento. Logo depois, será necessário reproduzir o código de segurança e dar um clique em “Confirmar”.

Na parte onde diz “Competência”, deve-se informar o mês sobre o qual o pagamento se refere. Posteriormente é necessário informar o salário e clicar em “Confirmar” para poder gerar finalmente a guia a ser paga.

Como preencher o carnê físico do INSS?

Aqui, portanto, mais uma vez o alerta para quem optar por usar o carnê físico do órgão, comprado em papelarias: deve-se tomar cuidado no preenchimento, para evitar posteriores problemas devido a possíveis erros.

guia-pagamento-inss-previdência
Guia da Previdência Social – Reprodução.

Dessa maneira veja o preenchimento campo por campo da guia:

no CAMPO 1 – Nome do contribuinte, telefone e endereço;

no CAMPO 2 – Data de Vencimento;

e CAMPO 3 – Código de pagamento (consulte na página de cálculo da GPS a sua categoria);

e CAMPO 4 – Competência (mês/ano de referência do recolhimento no formato numérico MM/AAAA);

no CAMPO 5 – Identificador: número do NIT/PIS/PASEP do contribuinte;

no CAMPO 6 – Valor devido ao INSS pelo contribuinte;

e CAMPO 11 – Total: Valor total a ser recolhido ao INSS.

Como saber qual o valor da contribuição mensal?

Primeiramente, para saber o valor da contribuição mensal para contribuinte individual e facultativo, o trabalhador deve levar em consideração os elementos abaixo:

SALÁRIO DE CONTRIBUIÇÃO ALÍQUOTA INSS VALOR DA CONTRIBUIÇÃO Obs.
R$ 1.039,00 5% R$ 51,95 (*)
R$ 1.039,00 11% R$ 114,29 (**)
de R$ 1.039,00 até R$ 6.101,06 20% De R$ 207,80 a R$ 1.220,21

(*) Alíquota exclusiva do Facultativo Baixa Renda. Não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição e Certidão de Tempo de Contribuição.

(**) Alíquota exclusiva do Plano Simplificado de Previdência. Não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição e Certidão de Tempo de Contribuição.

As recomendações da Previdência:

A Guia de Pagamento do INSS no formato de carnê físico deverá sempre ser preenchida em duas vias, sendo que uma deve ficar para controle do agente arrecadador (bancos, por exemplo). Mas as Lotéricas não retêm nenhuma via, e a outra deve ser guardada para futura comprovação do recolhimento.

Leia ainda:Fila de espera do INSS: força-tarefa tenta reduzir atrasos de concessão dos benefícios.

Mas no caso de preencher errado e for identificado o equívoco antes do pagamento, pode-se rasurar a guia e colocar os dados corretos. Entretanto se o contribuinte acabar pagando uma guia que foi preenchida de forma incorreta, terá de solicitar a correção junto à Previdência Social.

 

Ajude a fazer o Diário Prime News! Tem dúvidas, críticas ou sugestões de pauta? Fale conosco! Mande email para contato@dpnews.com.br  


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!