Consulta ao pagamento PIS/Pasep: Caixa Econômica e Banco do Brasil liberam último lote do abono

0
117
Caixa e Banco do Brasil liberam o último lote de pagamento do abono PIS/Pasep
Consulta ao pagamento PIS/Pasep: Caixa Econômica e Banco do Brasil liberam último lote do abono

Consulta ao pagamento PIS/Pasep: nesta última quinta-feira (19), a Caixa Econômica e o Banco do Brasil liberaram o último lote de pagamento do abono  referente ao ano de 2018.

Com isso, a partir de agora, todos os trabalhadores poderão consultar e sacar o benefício independentemente do mês de nascimento ou número de inscrição. Confira abaixo.

Caixa e Banco do Brasil liberam o último lote de pagamento do abono PIS/Pasep
Caixa e Banco do Brasil liberam o último lote de pagamento do abono PIS/Pasep

Veja ainda: Tem direito às cotas do PIS/Pasep? Saiba o valor que você pode receber

Consulta ao pagamento PIS/Pasep: veja o calendário

O abono salarial do PIS/Pasep é pago em um período predeterminado, definido no início do exercício financeiro no mês de julho de cada ano.

A liberação do dinheiro do PIS/Pasep é feita pela Caixa Econômica para funcionários de empresas privadas, e pelo Banco do Brasil, para servidores públicos.

O pagamento do abono pelo PIS segue de acordo com o mês de nascimento dos trabalhadores, enquanto pelo Pasep é realizado de acordo com o último dígito do número de inscrição no programa.

Desse modo, esse último lote de pagamento do PIS vai beneficiar as pessoas que fazem aniversário no meses de maio e junho. Já no Pasep, os beneficiados serão os que possuem o número de inscrição terminado em 8 e 9.

Confira abaixo as datas previstas por cada instituição.

PIS – Caixa Econômica Federal

Cronograma abono PIS/Pasep
Pasep – Banco do Brasil

Cronograma abono PIS/PasepNo entanto, vale ressaltar que após a liberação do último lote todos os trabalhadores que têm direito poderão sacar o benefício até o prazo final, que corresponde ao dia 30 de junho de 2020.

Entenda o que é o abono salarial do PIS/Pasep

O abono salarial é uma espécie de décimo quarto salário que é pago ao trabalhador anualmente. Equivale ao valor máximo de um salário mínimo e pode ser sacado conforme o calendário anual determina.

Para ter direito, o trabalhador precisa:

  • Estar cadastrado no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos;
  • Ter recebido remuneração mensal média de até dois salários mínimos durante o ano-base, que nesse caso é o ano de 2018.
  • Exercido atividade remunerada de carteira assinada, durante pelo menos 30 dias, consecutivos ou não, no ano-base considerado para apuração;
  • Dados informados pelo empregador (Pessoa Jurídica), corretamente, na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).
    • Nesse caso, portanto, é muito importante consultar seu saldo e verificar se o empregador está em situação regular.

Outrossim o  Programa de Integração Social (PIS) é a contribuição social realizada pelas empresas para garantir o pagamento do seguro desemprego e do abono salarial. Para trabalhadores do setor privado, o benefício é pago na Caixa Econômica Federal.

Já o Programa de Formação do Patrimônio Público (PASEP) tem a mesma função, mas serve para os servidores públicos. Ele é pago por meio do Banco do Brasil.

O número do PIS pode ser encontrado na Carteira de Trabalho, no comprovante de inscrição ou no Cartão do Cidadão.

Leia ainda: PIS/Pasep: trabalhador precisa conferir a RAIS; saiba o porquê

Valor do abono que o cidadão pode receber

Fonte: Caixa Econômica

Com base na tabela, portanto, o valor máximo pago é de até um salário mínimo e varia de acordo com o tempo que a pessoa esteve empregada.

Se ela trabalhou o ano todo, recebe um salário mínimo. Se trabalhou só um mês, por exemplo, ganha 1/12 do mínimo (o que significa R$ 88,00, arredondando).

Continue lendo: PIS/Pasep: quais os documentos de identificação para saque sem o Cartão Cidadão? Veja

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here