Adiamento do PIS e Cofins: Receita Federal prorroga prazo para pagamento das contribuições; entenda

0
25
Adiamento do PIS, Confins e INSS: Receita prorroga prazo para pagamento das contribuições; entenda
Adiamento do PIS e Cofins: Receita Federal prorroga prazo para pagamento das contribuições; entenda

03 de abril – A Receita Federal anunciou o adiamento do PIS e Cofins e também do INSS que incidem sobre a receita das empresas. O anúncio foi realizado pelo secretário especial José Tostes Neto. A medida é uma tentativa de minimizar os efeitos do Coronavírus na economia. Leia abaixo.

Adiamento do PIS e Cofins: Receita Federal prorroga prazo para pagamento das contribuições; entenda

 

 

Veja ainda: Cadúnico é o mesmo que NIS e PIS? Entenda as diferenças

Receita Federal decide por adiamento do PIS e Cofins e também do INSS para empresas

Para entender melhor, todas as empresas públicas ou privadas são obrigadas a pagar as contribuições do PIS, Pasep e Cofins e INSS dos seus empregados nos meses de abril e maio de cada ano.

Neste ano, no entanto, grande parte das empresas estão passando por dificuldades financeiras devido à pandemia do Coronavírus e o isolamento social.

Por isso, segundo o secretário José Tostes Neto, o prazo para realizar as contribuições será prorrogado para agosto e outubro de 2020. A ideia é que as empresas utilizem esse dinheiro para se manterem ativas durante a pandemia.

O secretário afirmou ainda que o adiamento do PIS e Cofins e do  INSS, além do Pasep, representa um valor total estimado de R$ 80 bilhões.

Leia também: PIS: aplicativo Caixa, saiba como baixar e para que serve

Abono salarial 2020 será antecipado

Outra medida tomada para conter os efeitos do Coronavírus é a antecipação do abono salarial do PIS/Pasep. O pagamento do benefício referente ao ano de 2019 será liberado em junho de 2020, de uma só vez.

Sendo assim, não haverá um cronograma sucessivo de pagamento, como acontecia até então. Desta vez, os trabalhadores não vão precisar esperar uma data específica para saque, sendo que o benefício será liberado para todos em junho.

Segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes, a antecipação do PIS/Pasep para os funcionários do setor privado (PIS) e servidores públicos (Pasep) vai custar R$ 12,8 bilhões aos cofres públicos.

Relembre o que é o PIS/Pasep

O Programa de Integração Social (PIS) é a contribuição social realizada pelas empresas para garantir o pagamento do seguro desemprego e do abono salarial. Para trabalhadores do setor privado, o benefício é pago na Caixa Econômica Federal.

Já o Programa de Formação do Patrimônio Público (PASEP) tem a mesma função, mas serve para os servidores públicos. Ele é pago por meio do Banco do Brasil.

O número do PIS pode ser encontrado na Carteira de Trabalho, no comprovante de inscrição ou no Cartão do Cidadão.

Continue lendo: Quer ter direito ao abono PIS/Pasep? Saiba o que é preciso para se inscrever no programa

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here