Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Pente fino do INSS descobre fraude de segurada que recebia o BPC de baixa renda indevidamente


Não perca nenhum conteúdo de nosso Blog. Clique no botão abaixo e fique atualizado!

28 de dezembro – Uma segurada do INSS, que recebia o BPC (Benefício de Prestação Continuada), voltado para pessoas de baixa renda, foi descoberta cometendo uma fraude. Em outras palavras, a mulher, que na verdade recebia uma renda mensal de R$ 15 mil, mas foi pega pelo pente fino do INSS auferindo o auxílio assistencial voltado a idosos pobres e pessoa deficientes.

Saiba mais:Como se preparar e reagir diante do Pente Fino do INSS? Confira.

O caso da segurada que fraudou o BPC e foi pega pelo pente fino do INSS

pente-fino-inss-bpc-fraude
Pente fino do INSS descobre fraude de segurada que recebia o BPC de baixa renda indevidamente

Essa segurada do INSS pega pelo pente fino é uma moradora do estado do Rio de Janeiro. Aponta-se que sua renda mensal é de 15,8 mil reais mensais. No entanto mesmo asim ela utilizou várias declarações falsas que escondiam a sua renda verdadeira, a fim de receber o BPC (Benefício de Prestação Continuada).

Saiba mais:Pente fino do INSS: o que fazer se tiver o benefício cortado?

A propósito, vale a pena explicar que o BPC nada mais é do que um benefício de caráter assistencial pago pelo INSS para pessoas com deficiência ou idosos que não possuem uma renda mensal e nem como obter ajuda da família. O valor do benefício é um salário mínimo.

Segundo a revisão feita pela entidade, a mulher recebia o benefício desde 2012. Assim sendo, os anos que ela ficou recebendo o benefício de forma indevida resultaram em um total de R$ 86 mil de prejuízo à Previdência.

Como funciona o BPC?

Para que uma pessoa possa ter direito ao BPC, é necessário que a renda familiar por pessoa do grupo familiar seja menor do que 25% do salário mínimo atual.

Ademais, por se tratar de um benefício com caráter assistencial, não é preciso ter contribuído para o INSS para se ter acesso a ele. No entanto, ele não concede 13º salário e não deixa pensão por morte.

A identificação de fraudes

A identificação de fraudes pelo pente fino do INSS é fruto da implantação, em abril de 2019, de um sistema que averigua de forma automática a folha de pagamentos de 35 milhões de beneficiários da entidade.

Saiba mais:Pente fino do INSS: novo programa identifica benefícios irregulares; saiba mais.

Além disso, os beneficiários que caírem nessa revisão serão convocados por meio de carta para fazer sua defesa.

 

Ajude a fazer o Diário Prime News! Tem dúvidas, críticas ou sugestões de pauta? Fale conosco! Mande email para contato@dpnews.com.br  


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!