Tire suas dúvidas: é possível sacar na Caixa o FGTS de quem já morreu?

0
13
Tire suas dúvidas: é possível sacar o FGTS de quem já morreu?

Quando algum familiar morre, a família fica encarregada por resolver algumas situações e possíveis problemas do ente falecido. Mas, na hora em que é preciso agir, muitas pessoas ficam em dúvida diante de tantas possibilidades e burocracia. No caso do FGTS, por exemplo, será que é possível sacar o dinheiro do fundo de garantia de quem faleceu? Confira abaixo.

Tire suas dúvidas: é possível sacar o FGTS de quem já morreu?
Tire suas dúvidas: é possível sacar o FGTS de quem já morreu?

É possível sacar o FGTS de um familiar falecido?

Sim, é possível! Os herdeiros podem sacar o saldo do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) de trabalhador falecido.

Logo pelas novas regras de saque na Caixa, caso o titular da conta venha a falecer, os dependentes podem fazer o saque integral da conta.

Portanto, em outras palavras, não há o limite pré-estabelecido de R$500.

Para tanto, os herdeiros precisam estar listados na “Relação de Dependentes” que é fornecida por instituto oficial de Previdência Social ou na “Declaração de dependentes habilitados à pensão”, que é fornecida pelo órgão pagador da pensão.

Mas caso o falecido não tenha dependentes diretos, os sucessores podem receber o saldo da conta vinculada ao FGTS. No entanto, eles precisam apresentar duas declarações de consenso: a primeira, então, é entre os herdeiros, pois todos devem estar de acordo que o saque seja realizado.

Contudo a outra é uma declaração afirmando que não há mais herdeiros e nem sucessores. Em suma, ambas devem ser reconhecidas em cartório.

Leia também: Ainda não sacou os R$ 500 do FGTS? Veja regras e tire dúvidas

Quais os documentos necessários para sacar?

Para fazer o saque do FGTS, é preciso levar os seguintes documentos:

  • Documento de identificação do herdeiro/dependente/sucessor;
  • Número do PIS/PASEP do titular da conta;
  • Carteira de Trabalho do titular falecido;
  • Declaração de consenso autenticadas em cartório;
  • Declaração de dependentes habilitados;
  • Documento de identificação e CPF dos dependentes para abertura de caderneta de poupança, caso eles sejam menor de idade.

Vale lembrar que o atendimento é presencial em uma das agências da Caixa Econômica.

Como consultar o saldo do FGTS?

A consulta pode ser realizada pelo FGTS Online.

  1. Primeiro você precisa acessar o site da Caixa;
  2. Coloque o número do PIS;
  3. Clique em esqueci a senha;
  4. Vai abrir uma página com as cláusulas de mudança de senha, clique em aceitar;
  5. Ele vai pedir a senha do cartão cidadão; então é só informar e cadastrar uma nova senha para internet. Feito isso o processo acaba nesse ponto;
  6. Caso contrário, clique que esqueceu a senha;
  7. Você vai ser encaminhado para uma página para que preencha os dados pessoais; é só preencher e confirmar;
  8. Então, você será direcionado a uma página para recadastrar a senha.

Feito isso, portanto, é só fazer o seu login e acessar seu dados do FGTS.

Consultar FGTS pelo CPF

O CPF pode ajudar na consulta do saldo do fundo de garantia. Isso porque ele é o caminho para consultar o PIS, que é necessário para chegar o FGTS.

  1. Consultar o PIS pelo portal Meu INSS;
  2. Usar o PIS para acessar o FGTS.

Assim, você pode checar o FGTS pelo site da Caixa Econômica Federal ou pelo aplicativo.

Pelo site:

1 – Acesse o site do FGTS;
2 – Informe o número do seu PIS que você consultou usando o CPF;
3 – Clique em “Cadastrar senha”;
4 – Leia o regulamento e clique em “Aceito”;
5 – Preencha o cadastro com os dados pessoais do titular;
6 – Crie uma senha com até 8 dígitos e confirme;
7 – Você receberá uma notificação de cadastro realizado.

Em seguida, você já pode consultar o extrato do FGTS. É só preencher o campo do PIS, incluir a senha que você criou e clicar em OK.

Pelo aplicativo

1 – Baixe grátis o aplicativo FGTS;
2 – Na tela inicial, clique em “Primeiro Acesso”;
3 – Leia o contrato e clique em “Aceitar”;
4 – Informe o número do NIS e clique em “Continuar”;
5 – Preencha o formulário com os dados pessoais do titular e clique em “Próximo”;
6 – Crie uma senha e aperte em “Cadastrar”;

Por fim, você já pode consultar o extrato do FGTS usando o aplicativo.

Leia também: Regras para saque do fundo PIS/Pasep e FGTS serão avaliadas; mudanças podem ocorrer

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here