FGTS: Qual a diferença entre saque imediato e saque aniversário? Entenda tudo

0
185
FGTS: Qual a diferença entre saque imediato e saque aniversário?

Apesar de muito falado na mídia, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre o saque das contas ativas e inativas do FGTS.Com a medida provisória 889/2019, deferida pelo Governo Federal em julho, agora é possível retirar o dinheiro das cotas de fundo em duas modalidades. São elas: Saque Imediato e Saque Aniversário.

FGTS: Qual a diferença entre saque imediato e saque aniversário?
FGTS: Qual a diferença entre saque imediato e saque aniversário?

Mas qual a diferença entre elas?

Saque Imediato do FGTS

Na modalidade de saque imediato, que ocorrerá neste ano, o governo permitirá que todos os trabalhadores com saldo em contas ativas e inativas saquem até R$ 500 em cada conta do FGTS.

Caso o trabalhador tenha mais de uma conta de FGTS vinculada na Caixa, poderá sacar em cada uma delas R$ 500.

Fique atento: as contas ativas são referentes ao emprego atual, enquanto as inativas são de contas abertas em trabalhos anteriores.

O saque, que é opcional, será liberado a partir de setembro deste ano e pode ser feito até março de 2020. Se o trabalhador decidir por não sacar o benefício, o dinheiro continua aplicado em seu fundo de garantia.

Confira o calendário de pagamento clicando aqui.

Saque Aniversário

O saque aniversário começará a vigorar em 2020. Nessa modalidade, o trabalhador poderá sacar valores do Fundo de Garantia na data de aniversário ou até dois meses depois. Os saques serão anuais.

Entretanto, o limite não será mais de R$ 500. O valor autorizado será um percentual do saldo por CPF (soma de todas as contas vinculadas de cada pessoa).

Veja ainda: Saiba como calcular o valor do FGTS e conferir seu saldo na Caixa pelo celular

O saque aniversário é opcional

O trabalhador que quiser aderir a essa modalidade precisará informar à Caixa a partir de outubro deste ano.

Contudo, caso ele não informe ao banco, as regras atuais de saque serão mantidas. Há, por exemplo, a opção de saque para aquisição da casa própria ou aposentadoria.

Embora, se o trabalhador optar por essa modalidade, ele perderá o direito de sacar o saldo total da conta do FGTS, caso seja demitido sem justa causa.

Nessa situação de demissão, ele terá direito somente a multa de 40% sobre o saldo depositado do seu fundo de garantia.

Em caso de arrependimento pela escolha da opção, o trabalhador poderá voltar à modalidade anterior

Quem escolher o saque aniversário e mudar de ideia poderá voltar à modalidade anterior, mas só depois de dois anos.

Como o dinheiro será disponibilizado?

Para o trabalhador com conta corrente ou poupança na Caixa, o dinheiro será depositado automaticamente.

Entretanto, se o trabalhador optar por não retirar o dinheiro, será necessário informar ao banco para que os recursos retornem à conta do FGTS.

Já para os beneficiários que não têm conta na Caixa, estes deverão seguir o calendário de pagamento divulgado pelo banco.

Cartão Cidadão

Quem possuir o Cartão Cidadão poderá sacar qualquer valor em qualquer canal de atendimento da Caixa. Isso inclui lotéricas, correspondentes Caixa Aqui, caixas eletrônicos e agências da Caixa.

Em contrapartida, para quem não tem Cartão do Cidadão e senha, a situação é a seguinte:

  • Poderá sacar até R$ 100 nas lotéricas, apresentando número do CPF e documento com foto (será feita a coleta da impressão digital)
  • Para receber acima de R$ 100, precisará ir a uma agência da Caixa

Leia mais: FGTS: prazo da Caixa pra contabilizar saldo pode aumentar o saque do trabalhador; entenda

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here