Dívida com os bancos? FGTS pode ser utilizado na quitação de até 90% do débito; entenda

0
24
Dívida com os bancos? FGTS pode ser utilizado na quitação de até 90% do débito
Dívida com os bancos? FGTS pode ser utilizado na quitação de até 90% do débito

04 de dezembro – Quem tiver direito ao saque do FGTS e interesse em aproveitar o dinheiro para pagar dívidas, poderá se beneficiar do programa de renegociação de dívidas promovido pelos maiores bancos brasileiros que iniciou nesta última segunda-feira (2).

Bancos como a Caixa Econômica, Brasil, Bradesco, Itaú e Santander oferecem descontos de até 90%. Com o nome de Semana de Negociação e Orientação Financeira, a iniciativa vai até a próxima sexta-feira (06).

Além disso, as agências localizadas nas capitais funcionarão até às 20h.

O dinheiro do FGTS também poderá ser utilizado para dar entrada em negociações e assim, possibilitar boas propostas de acordo com os bancos. Veja o que os bancos oferecem!

Veja ainda:

PIS/Pasep: o que acontece com quem não saca os rendimentos do fundo?

Dívida com os bancos? FGTS pode ser utilizado na quitação de até 90% do débito
Dívida com os bancos? FGTS pode ser utilizado na quitação de até 90% do débito

Condições diferenciadas oferecidas pelos bancos para quem quiser quitar dívidas, com possibilidade de uso do FGTS

Uma das condições à disposição das pessoas será em relação ao crédito imobiliário, pois quem tiver até três parcelas do financiamento imobiliário em atraso poderá usar o saldo do FGTS para reduzir em até 80% o valor da prestação, por 12 meses.

Contudo, o mutuário também poderá pagar uma entrada sobre o valor devido e distribuir o saldo restante nas demais prestações.

Também há a possibilidade de poder efetuar uma pausa no pagamento de uma prestação vencida ou a vencer e negociar um novo prazo de quitação.

Veja outras condições oferecidas

Banco do Brasil

Descontos:

  • Até 92% no valor da dívida;
  • Até 14% nos juros dos valores renegociados.

Condições de pagamento:

  • Até 120 meses;
  • Carência de até 180 dias.

Caixa Econômica

Descontos:

  • Até 90% no valor da dívida com mais de um ano de atraso;
  • Taxas a partir de 1,99% para débitos com mais de 90 dias de atraso.

Condições de pagamento:

  • Carência de até 30 dia para iniciar o pagamento;
  • Parcelamento da dívida renegociada em até 6 vezes.

Itaú

Descontos:

  • Até 90% no valor da dívida com mais de um ano de atraso;
  • Taxas a partir de 1,99% para débitos com mais de 90 dias de atraso.

Condições de pagamento:

  • Carência de até 30 dia para iniciar o pagamento;
  • Parcelamento da dívida renegociada em até 6 vezes.

Santander

Descontos:

  • Até 90% no valor da dívida para atraso acima de 60 dias;
  • Até 20% de redução nas taxas para atraso de até 60 dias.

Quem poderá participar

O Banco do Brasil, a Caixa Econômica e o Itáu informam que poderão participar da Semana de Negociação os clientes pessoa física com operações de crédito vencidas há mais de 30 dias.

Certamente, as condições ofertadas vão variar caso a caso e quem puder usar o dinheiro do FGTS em propostas de quitação possivelmente conseguirá ótimos descontos.

Para maiores informações é recomendável que as pessoas interessadas procurem sua agência. Além disso, as negociações serão feitas nas próprias agências.

Prentende usar o FGTS? Veja como funciona o saque imediato

Para quem tem conta poupança na Caixa, os saques começaram no dia 13 de setembro; para quem não é cliente do banco, os saques começaram desde 18 de outubro, mas será possível sacar até 31 de março de 2020.

O calendário de saques do FGTS foi organizado de acordo com o mês de aniversário do trabalhador. Será permitido, portanto, sacar de todas as contas que porventura tenha no FGTS, ativas ou inativas.

As contas ativas dizem respeito ao emprego atual, ou seja, é a conta que está atualmente aberta pela empresa em que a pessoa esteja trabalhando.

Já as contas inativas são aquelas que foram abertas em empresas que a pessoa já tenha trabalhado anteriormente.

Limite de saque

Não há limite do número de contas para os saques. Por exemplo, se o trabalhador tiver três contas entre ativas e inativas ele pode sacar até R$ 1.500 – R$ 500 de cada conta.

Contudo, se tiver R$ 300 na conta, por exemplo, poderá retirar o valor total. Mas o trabalhador só poderá fazer um único saque de cada conta.

No final de novembro, o Senado aprovou uma medida que autoriza quem tiver até um salário mínimo, R$ 998, nas contas do FGTS, sacar valor total.

Vale lembrar, ainda, que o cidadão continuará a ter direito à retirada integral do valor do FGTS, em caso de demissão sem justa causa e mais a multa de 40% sobre o valor total depositado.

Veja ainda:

FGTS: é obrigatório realizar o saque? Entenda as regras

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here