FGTS do trabalhador pode ser usado como garantia de empréstimo na Caixa; entenda

0
37
FGTS pode ser usado como garantia para empréstimos na CEF; entenda
FGTS pode ser usado como garantia para empréstimos na CEF; entenda

11 de Fevereiro – Um empréstimo financeiro pode ser, muitas vezes, uma ótima solução para organizar o orçamento ou alcançar algum objetivo consumista. A Caixa Econômica Federal (CEF), oferece crédito com base no FGTS do trabalhador, que é fixado como garantia da operação financeira.

Entenda, a seguir, quais são os requisitos desse empréstimo da CEF e como ele funciona.

FGTS do trabalhador pode ser usado como garantia de empréstimo na Caixa
FGTS do trabalhador pode ser usado como garantia de empréstimo na Caixa

Leia ainda:

FGTS: veja quem deve aderir ao saque-aniversário até 29 de fevereiro

Empréstimo na Caixa com o uso do FGTS do trabalhador

Desde setembro de 2018 os cidadãos brasileiros podem requerer empréstimo junto à Caixa disponibilizando, para isso, o FGTS como garantia da operação. Isso é possível na medida em que os depósitos do fundo de garantia são geridos pelo banco.

Dessa maneira, mesmo se o cidadão não tiver um veículo ou imóvel para oferecer como garantia ao banco, ele poderá se valer do saldo de fundo de garantia.

O valor do fundo, contudo, permanece na conta vinculada ao trabalhador. Assim, caso não haja adimplência total das parcelas, a Caixa poderá se valer do FGTS para cobrir a inadimplência.

Por outro lado, caso as parcelas sejam pagas corretamente pelo trabalhador, o fundo de garantia permanece depositado em sua conta e será acessível nas situações previstas em lei.

Quais são os requisitos para o empréstimo com garantia do FGTS

Existem alguns requisitos que devem ser observados por quem deseja realizar o empréstimo oferecido pela CEF.

Primeiramente, é essencial que o recebimento de salário pelo cidadão seja realizado em uma conta na Caixa Econômica. Além disso, ele deverá ser um trabalhador formal.

Além disso, a empresa responsável pelo pagamento dos salários do empregado deve ter convênio com a CEF. O contrato de trabalho também deverá conter que o vínculo empregatício tem previsão mínima de 1 ano.

Por fim, o valor do saldo de FGTS deve ser compatível ao valor do empréstimo que se deseja fazer.

Leia também:

FGTS poderá ser utilizado para abertura de micro e pequenas empresas

Fundo de Garantia por Tempo de Serviço

O fundo de garantia por tempo de serviço nada mais é que o FGTS. Essa parcela é paga mensalmente pelo empregador e deve corresponder a 8% do salário do empregado. Além disso, esse valor não pode ser descontado do trabalhador.

A parcela funciona como uma espécie de poupança compulsória. Isso porque apesar do dinheiro pertencer ao cidadão, ele somente pode sacá-lo em situações extremamente específicas.

São algumas delas, por exemplo, a dispensa sem justa causa e aposentadoria. Também, em caso de doenças em estágio terminal ou diagnóstico de câncer ou HIV, o fundo também é liberado ao trabalhador.

Isso ocorre, ainda, para fins de quitação de casa própria e em outras ocasiões como o saque-aniversário.

Continue lendo:

FGTS: trabalhador que depende de cuidados permanentes poderá sacar a parcela; entenda

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here