FGTS: Confira vantagens e desvantagens de aderir ao saque-aniversário

0
87
FGTS: Confira vantagens e desvantagens de aderir ao saque-aniversário
FGTS: Confira vantagens e desvantagens de aderir ao saque-aniversário

O saque-aniversário de FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) foi criado no ano passado por meio da edição da Medida Provisória (MP) 889/2019. Ele nada mais é do que uma nova modalidade que permite ao trabalhador ter acesso ao fundo de maneira diferenciada, na medida em que os resgates são feitos anualmente.

Entretanto, a modalidade não tem adesão compulsória e depende de requerimento expresso realizado pelo cidadão. Nesse viés, confira, abaixo, quais são as vantagens e desvantagens do saque-aniversário de fundo de garantia.

Leia também:

FGTS: Saiba como declarar saque no imposto de renda

FGTS: Confira vantagens e desvantagens de aderir ao saque-aniversário
FGTS: Confira vantagens e desvantagens de aderir ao saque-aniversário

Saque-aniversário de FGTS

O saque-aniversário é uma novidade em termos de saque do fundo de garantia por tempo de serviço. Isso é mérito tanto do fato de ter sido criado em 2019 quanto por permitir a movimentação anual do saldo.

A movimentação do FGTS, até então, demandava a configuração de algum tipo de situação prevista em lei que permitisse o saque.

Até então era permitido o saque do fundo em situações, por exemplo, que envolvessem demissão sem justa causa, aposentadoria e quitação de imóvel residencial. Ou, também, em casos de doenças graves (terminais, HIV ou câncer).

O saque-aniversário, por outro lado, pretende disponibilizar parte do saldo do fundo ao trabalhador sem que alguma dessas situações seja necessária. Dessa forma, o trabalhador pode dispor do valor como bem entender.

Confira também:

FGTS, INSS e Seguro Desemprego são prejudicados por falta de anotação em CTPS; entenda

Vantagens e desvantagens do saque-aniversário

A adesão à nova modalidade de saque do fundo de garantia deve ser, contudo, cuidadosa, pois escolher receber o FGTS por meio do saque-aniversário impede o trabalhador de recebê-lo integralmente, quando da dispensa sem justa causa.

Portanto, ao mesmo tempo em que é vantajoso receber uma parcela extra anualmente, a desvantagem reside no fato que o rompimento do vínculo de emprego não permite ao trabalhador sacar essa parcela reserva.

O que considerar antes de aderir ao saque-aniversário de FGTS

Alguns importantes aspectos devem ser considerados antes da adesão ao saque-aniversário do fundo de garantia.

Em primeiro lugar, deve-se analisar as possibilidades de perda do emprego. Dessa forma, o trabalhador estável, associado da empresa e sem grandes chances de ficar desempregado é o mais indicado a aderir ao saque-aniversário de FGTS.

Também, o uso do dinheiro extra anual deve ser considerado, pois ele facilmente pode ser utilizado em supérfluos ao invés de corresponder a uma poupança em outras situações.

Por fim, a existência de aplicações e outras reservas para caso de desemprego, que possam suprir o saque do fundo de garantia, podem favorecer a escolha pelo saque-aniversário.

Continue lendo:

FGTS: recolhimentos podem ser feitos em outros bancos?

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here