Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Mais Lidas

Todo mundo comentando

Controle os depósitos de FGTS por meio do CPF: veja como fazer

Não perca nenhum conteúdo de nosso Blog. Clique no botão abaixo e fique atualizado!

25 de janeiro – O fundo de garantia por tempo de serviço é um direito de todo cidadão que possui vínculo de emprego com carteira assinada. A consulta do saldo de FGTS por meio do CPF é uma forma para trabalhador acompanhar o valor depositado mensalmente pelo empregador.

Veja abaixo como realizar a consulta do fundo de garantia por tempo de serviço através do número do CPF!

Consulta do saldo de FGTS por meio do CPF: veja como fazer
Consulta do saldo de FGTS por meio do CPF: veja como fazer

Veja ainda: TV FGTS é mais uma novidade a serviço do trabalhador; confira

Como fazer a consulta do saldo de FGTS com o CPF

A consulta do saldo de FGTS prescinde da posse pelo cidadão de seu número do PIS.

Entretanto caso o trabalhador não esteja em posse de sua carteira de trabalho ou do cartão cidadão, documentos que informam o número do PIS, não há motivo para desespero ou desinformação! Isso porque é possível realizar a consulta do PIS tendo em posse apenas o número do CPF.

Como realizar a consulta do número do PIS

Antes de realizar a consulta do saldo de FGTS será necessária a obtenção do número do PIS com o uso do CPF. Isso pode ser feito facilmente e de maneira rápida pelo acesso à página Meu INSS.

Primeiramente ao acessar a página da web o cidadão deverá realizar um rápido cadastro que exige a informação do número do CPF. Além disso serão requisitados alguns outros dados relacionados à data de nascimento, nome da mãe, entre outros.

Veja o passo a passo para realizar o cadastro no portal Meu INSS:

  1. Acesso ao portal Meu INSS;
  2. No canto superior direito da página clicar em “entrar” e logo em seguida na opção “cadastre-se”;
  3. Informar os dados essenciais ao cadastro os dados solicitados (CPF, data de nascimento, nome, e-mail, celular, nome da mãe e estado)
  4. Criar uma senha que deve possuir entre seus caracteres letras, números e sinais;

Após estes simples procedimentos o cadastro já está pronto. A partir de então é necessário que se realize o login na página com o uso do número do CPF e da senha criada além de se aceitar os termos e condições impostos pela página.

A partir daí o cidadão já está apto a realizar a consulta do número do PIS. Para isto é necessário que se clique em cima do nome do indivíduo que estará registrado no canto superior direito da página.

Consulta do saldo de FGTS por meio do CPF: veja como fazer
Controle os depósitos de FGTS por meio do CPF: veja como fazer

Como realizar a consulta do FGTS

A consulta do saldo de FGTS por meio do CPF é feita com base no uso deste documento para obtenção do número do PIS.

Com o PIS em mãos após seguir os passos acima delimitados o indivíduo que deseja consultar o saldo do fundo de garantia por tempo de serviço poderá fazê-lo de de duas maneiras.

Por meio do aplicativo do FGTS:

  • Baixar o aplicativo disponível para celulares Android e IOs gratuitamente;
  • Clicar em “primeiro acesso” e aceite os termos e condições de uso;
  • Informar o número do PIS e em seguida informe dados pessoais, crie uma senha e termine o cadastro pelo qual haverá acesso ao saldo de FGTS;

Por meio do site do FGTS:

  • Acessar o site do FGTS e informe o número do PIS;
  • Clicar em “cadastrar senha”, aceite o termo e condições de uso;
  • Informar os dados pessoais solicitados para cadastro tendo em mãos o título de eleitor que deverá também ser informado;
  • Criar uma senha e confirme o cadastro pela notificação enviada por e-mail;

Leia também: FGTS: aposentado que ainda trabalha pode sacar mensalmente; entenda

FGTS

Já está claro que é possível consultar o saldo de FGTS por meio do CPF. Mas afinal o que é o fundo de garantia por tempo de serviço?

O FGTS corresponde a um fundo de reserva destinado ao trabalhador que é depositado mensalmente em uma conta vinculada ao seu nome.

Além disso a verba corresponde a 8% do salário do empregado e seu pagamento é dever do empregador. O saque da parcela somente é permitido em situações específicas como dispensa sem justa causa, doença em estágio terminal e quitação de imóvel residencial.

Leia também: FGTS: o dinheiro depositado no fundo de garantia tem rendimento? Veja

Ajude a fazer o Diário Prime News! Tem dúvidas, críticas ou sugestões de pauta? Fale conosco! Mande email para contato@dpnews.com.br  


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!