Fundo Esperança: precisando de dinheiro emprestado urgentemente, saiba como conseguir

0
211
Último lote do abono PIS/Pasep será liberado em março. Veja quem vai sacar
Último lote do abono PIS/Pasep será liberado em março. Veja quem vai sacar

Fundo Esperança – Para amenizar o impacto econômico provocado pelo coronavírus (Covid-19), o governo do Pará abriu na última terça-feira (24) inscrições para o programa Fundo Esperança, uma linha especial de crédito destinada ao micro e pequeno empreendedor do estado. O empréstimo Fundo Esperança é uma parceria do Sebrae com o Banpará.

Leia mais: PIS/Pasep liberado: já sacou o dinheiro que é seu? Veja o que fazer para não perdê-lo

Assim sendo, o crédito poderá ser utilizado para pagar contas, cumprir compromissos ou para investir em algo extremamente necessário.

Leia também: MP de Bolsonaro sobre o FGTS: saque, direito e beneficio, saiba tudo

Nessa perspectiva, o micro e pequeno empreendedor pode conseguir empréstimo de até R$ 15 mil, com taxa de juros de 0,2% ao mês. Entenda como solicitar o empréstimo emergencial oferecido pelo Fundo Esperança.

Leia também: Empréstimo para MEI: saiba como solicitar o crédito Juro Zero do Sebrae

Banpará empréstimo emergencial: entenda como funciona o Fundo Esperança

O Fundo Esperança é destinado ao micro e pequeno empresário, formal ou informal, que precisa de dinheiro para pagar contas ou investir no que mais precisa neste momento.

O objetivo do programa é aquecer o setor econômico paraense no período de menor fluxo do comércio, devido ao isolamento social preventivo, a fim de combater a pandemia do Covid-19. Desse modo, o governo destinou R$ 100 milhões para essa linha de crédito.

Entretanto, com o empréstimo Fundo Esperança o empreendedor pode conseguir até R$ 15 mil, com prazo para pagamento de até 36 meses e taxa de juros de 0,2% ao mês. Vale ressaltar que o empreendedor ainda conta com uma carência de 90 dias para realizar o pagamento da primeira parcela.

O Fundo Esperança será gerenciado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), e operacionalizado pelo Banpará, em parceria com o Sebrae-Pará.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here